18 abril 2013

EMPRESA MIZU OFERECE CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA JOVENS DE BARAÚNA, RN.

A Fábrica de Cimentos MIZU, localizada no município de Baraúna e que pertence à Organização Polimix, promoverá no segundo semestre de 2013, um curso de capacitação voltado aos jovens da região onde está instalada a unidade. A iniciativa proporcionará um curso de educação profissional a esses estudantes e assim dará a oportunidade de incluí-los no mercado de trabalho como mão de obra qualificada.

A ideia de trazermos o modelo desse programa, surgiu, sobretudo, pelo fato de estarmos inserido em uma região muito pobre, onde há poucas possibilidades de empregos, de oportunidades, muitas vezes por falta de formação profissional”, falou o Líder Regional da unidade MIZU de Baraúna, José Antero dos Santos, durante a palestra de apresentação do curso, realizada dia 11 de abril.

O curso está sendo desenvolvido pela equipe pedagógica do Formare (www.formare.org.br) e deverá ter início no mês de agosto. O Formare é um projeto social da Fundação Iochpe, que atua em 53 municípios de nove estados brasileiros, em parceria com empresas de grande e médio porte. Através deste programa são oferecidos cursos de formação inicial para o mercado de trabalho, que ao longo de 25 anos já qualificou mais de 13.000 jovens, como esse preparado em conjunto com a MIZU.

Decidimos trazer o Formare aqui para o município de Baraúna, por causa da própria experiência dentro da organização Polimix. Na Matriz, em Santana do Parnaíba-SP, já estamos na terceira turma e cerca de 77% dos jovens já formados estão trabalhando”, explicou Antero.

A primeira turma de Baraúna será composta por 20 jovens da região onde está localizada a unidade da MIZU. Eles passarão por um processo de seleção feita pela Secretaria de Educação da cidade e a MIZU, até serem matriculados. 

Para concorrer a uma vaga, o candidato precisa ter o perfil que atenda a algumas exigências feitas pelo Formare. Deve ter entre 17 e 19 anos, cursar o ensino médio em escola pública, ter renda de até um salário mínimo e não ter tido acesso a outros cursos profissionalizantes.

Com 800 horas/aulas, o que corresponde em média a dez meses de duração, o curso será realizado em meio período, dentro da empresa e as aulas ministradas por educadores voluntários da empresa que serão previamente qualificados. Ao final deste período, os jovens receberão certificados emitidos por instituição federal de ensino vinculada ao MEC, que neste caso é a Universidade Tecnológica Federal do Paraná, conveniada à Fundação Iochpe.

A previsão é que as inscrições para o curso de capacitação oferecido pela MIZU sejam abertas na segunda quinzena de maio e antes as informações serão repassadas diretamente nas escolas públicas de Baraúna, para que os jovens saibam como participar.


Com informações da Opa! Comunicação Integrada

Nenhum comentário: