31 agosto 2012

ARTIGO DA SEMANA.


A  ESPERANÇA  É  UMA  VIRTUDE.
(Por Rubens Coelho - jornalista - rubensfcoelho@hotmail.com)

Assim é a vida: nem tudo é bom como se quer, nem má como se imagina. E os lírios dos pântanos teimam em florir. Do mesmo modo é o povo brasileiro que maltratado espezinhado, achincalhado, humilhado, persiste,  porém, na busca de dias melhores e de uma felicidade cada vez mais distante, mas nunca impossível, como assim determina a esperança, eterna aliada de quem nunca se entrega aos percalços de um destino que lhe tem sido ingrato e cruel.

E há quem diga que o brasileiro é inconstante, impaciente e imediatista. É uma inverdade, pois nem a lendária paciência oriental suportaria mais de quinhentos anos de indignidade e desprezo a que tem sido vítima nossa gente. Historicamente em seu nome se comete as maiores barbaridades e desatinos, continua, contudo, um povo pacato, ordeiro e porque não dizer alegre!

Mas entre as grandes virtudes que herdamos dos nossos ancestrais está a de sempre termos esperanças e nela depositarmos o futuro promissor há muito tempo aguardado e nunca chegado. Não importa, continuamos acreditando e por isso é que temos sobrevivido.

Acreditamos inclusive ser Deus brasileiro, razão pela qual sempre esperamos vencer os desafios cada vez maiores que se apresentam para nós. Que o Brasil é o país do futuro, embora esse futuro agora esteja presente em paises como a China e outras nações. Mesmo assim, ficamos resignadamente aguardando nossa vez. E tome futebol e carnaval para disfarçarem os conflitos e tristezas que existem no seio da coletividade. 

A classe dominante e os governantes são bem conscientes dos sentimentos do povo e exploram com maestria as diversas formas de mantê-lo iludido com outras preocupações não ofensivas aos seus interesses. 

Os meios de comunicação, especialmente os televisivos aos seus serviços funcionam também como via de escape dos problemas sociais, com seus programas de novelas e de pseudo entretenimento, tipo Faustão, Gugu e outros do mesmo naipe, não são feitos por acaso. 

Tudo obedece a uma lógica de dominação dos corações e mentes da população e com isso torná-la passiva diante dos verdadeiros problemas sociais existentes.

Mas um dia as coisas mudarão. Essa é nossa esperança.

Nenhum comentário: