24 agosto 2012

ARTIGO DA SEMANA.


DAMASCO É AQUI
(Por Rubens Coelho – jornalista - rubensfcoelho@hotmail.com)

Nos últimos dias, Mossoró tem ficado refém da violência. A insegurança atinge a todos. A população perplexa se interroga a quem recorrer para se proteger da barbaridade que assola a cidade. Os assaltos a mão armada se repetem todos os dias em qualquer lugar e qualquer hora, sem que a polícia dê um paradeiro a ação dos bandidos, está impotente diante dos marginais. Os assassinatos também se repetem cotidianamente, já foram mais de oitenta somente este ano.

A vida tem perdido o valor, se mata por qualquer futilidade, especialmente por causa das drogas.  Não se pode culpar a somente a incapacidade da polícia,  pelo que está acontecendo, entendemos que  entre as causas principais dessa calamidade, contribui a frouxidão de nossas leis penais, que permitem deixar solto um assassino confesso apenas porque não foi preso em flagrante.

Não sou jurista muito menos criminalista, talvez minha burrice crônica faça com que  não entenda como existindo uma lei que proíbe a posse de arma de fogo sem o devido porte, constituindo-se crime inafiançável o uso sem esse documento legal, mas de repente o indivíduo atira mata outro em plena via pública, livra-se do flagrante,depois se apresenta à polícia, presta depoimento, diz que matou por legítima defesa ou porque foi desmoralizado, pronto,imediatamente vai solto e fica novamente bancando o valentão pelo mundo afora. Responde o processo que demora muito a ser julgado, em liberdade.

É preciso que haja uma mobilização geral, especialmente das entidades civis, como OAB, maçonaria, sindicatos, entidades religiosas, enfim toda a sociedade participe  de um mutirão contra a violência. Sabemos que não é um problema só de Mossoró, mas nem por isso podemos deixar de lutar para que haja paz entre nós. Não podemos é continuar reféns da perversidade da bandidagem.

Ficar aguardando solução vinda do governo do Estado é o mesmo que esperar chuva no deserto do Atacama, o mais seco do mundo. As providências nunca chegam. Temos apenas propaganda e demagogia. A sociedade civil tem mais é que se organizar e exigir providências, pois a Constituição Federal assegura o Estado garantir a segurança do cidadão. Então que se exija o direito que nos é devido.

Nenhum comentário: