10 julho 2012

MORRE NO RIO, AOS 91 ANOS, O ARCEBISPO EMÉRITO DO RIO DE JANEIRO, CARDEAL DOM EUGÊNIO SALES.




O cardeal Dom Eugênio Sales (foto), arcebispo emérito do Rio de Janeiro e um dos nomes mais proeminentes da Igreja Católica no Brasil, morreu na noite desta segunda-feira, na capital carioca. Ele tinha 91 anos. Segundo a assessoria da Arquidiocese do Rio de Janeiro, ele estava em casa, na Estrada do Sumaré, zona norte da cidade, e morreu de infarto.

O velório será nesta terça-feira, na Catedral Metropolitana de São Sebastião, no centro do Rio. O sepultamento ainda não está confirmado, mas deve ocorrer na quarta-feira, após o irmão de Dom Eugênio, Dom Heitor Sales, voltar de uma viagem à Europa.

De perfil conservador e defensor da ortodoxia católica, Dom Eugênio combateu doutrinas esquerdistas na Igreja, como a Teologia da Libertação. Ao mesmo tempo, ajudou a salvar a vida de mais de 5.000 perseguidos políticos – entre brasileiros, argentinos, chilenos e uruguaios – das ditaduras militares do Cone Sul entre 1976 e 1982. Da mesma forma, denunciou a tortura de presos comuns e se recusou a receber honrarias dos generais no poder.

Nascido em Acari, no Rio Grande do Norte, em 8 de novembro de 1920, Dom Eugênio foi nomeado arcebispo de Salvador e primaz do Brasil em 1968. Nessa época, foi um dos criadores das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e da Campanha da Fraternidade. Três anos depois, se tornou arcebispo do Rio de Janeiro, função que exerceu até 2001, quando foi substituído por Dom Eusébio Scheid.

Em nota divulgada nesta madrugada de terça-feira, o governador do Rio, Sérgio Cabral, lamentou a morte de Dom Eugênio e decretou luto oficial de três dias no estado.

A governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, decretou luto oficial de três dias.


globo

Nenhum comentário: