30 junho 2012

TCE-RN: A LISTA DOS "INELEGÍVEIS"

"A credibilidade da lista do Tribunal de "faz de conta"


O Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN) é composto por políticos aposentados, parentes ou indicados por eles. Confira a relação dos "julgadores" desses políticos.
Valério Mesquita foi prefeito de Macaíba, presidente da Fundação José Augusto (FJA) no Governo Tarcísio Maia, deputado pelo PDS e líder do governo Fernando Freire (PMDB).
Tarcísio Costa é irmão do ex-governador e atual deputado estadual Vivaldo Costa (PR), que ao lado dos irmãos Dadá e Bibi Costa foi também prefeito de Caicó.
Adélia Sales tem origens políticas na família na chamada Tromba do Elefante.
Carlos Fernandes é filho do ex-procurador Assis Fernandes nomeado para o TCE por José Agripino.
Paulo Roberto Alves, o “Papau”, é filho do senador Garibaldi Alves (pai) e irmão do ex-governador e atual ministro senador Garibaldi Filho, do PMDB. (Vale lembrar que foi secretário do governo do próprio Garibaldi Filho, seu irmão).
Marco Montenegro é sobrinho do ex-deputado Edgar Montenegro (PFL).
Renato Dias é filho do ex-deputado Adjuto Dias e irmão do ex-presidente da Assembleia Legislativa e deputado federal Álvaro Dias (PMDB).
E Alcimar Torquato (ex-deputado estadual), que foi um dos responsáveis pela lista dos “inelegíveis cedeu para Carlos Augusto Rosado (DEM), marido da atual governadora Rosalba Ciarlini (DEM), a presidência da Assembleia Legislativa.
Aí como repórter, eu deixo a pergunta no ar: a lista (ficha suja) do “faz de contas” é isenta. Merece crédito. Não teve injunção politica?

Jurandy Nóbrega - jornalista

Nenhum comentário: