15 fevereiro 2012

EFEITO DOMINÓ.


Rosalba supera Micarla em reprovação em igual período

Pesquisas alertam à governadora para o perigo de repetir prefeita em termos de repulsa popular
A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) que se cuide. O altíssimo índice de reprovação ao seu governo, conforme recentes pesquisas divulgadas, tendo como base Natal, pode ser prenúncio de algo pior: o “Efeito Micarla”.

Rosalba e Micarla não têm motivos para sorrir. Nem o povo
Conforme números levantados por este Blog, com base em dados oficiais, a reprovação ao Governo Rosalba Ciarlini na capital do Estado, em seu primeiro ano de gestão, é praticamente igual ao atingido pela prefeita Micarla de Sousa (PV), com um ano e um mês de administração em fevereiro de 2010. Na realidade, ela supera a prefeita.
Rosalba bateu o patamar de 58,57% de reprovação, segundo dados do Instituto Certus (Veja Clicando AQUI), em levantamento feito entre os dias 6 e 7 de janeiro. A aprovação ficou em 25,71%. Pelos números do Instituto Consult (Veja clicandoAQUI), em levantamento de campo realizado entre 4 e 7 de janeiro deste 2012, a reprovação foi de 59,6% e aprovação de 25,1%.
No início de fevereiro de 2010 (um ano e um mês de gestão), o Governo Micarla atingiu 57% de reprovação, contra 31% de aprovação, conforme o Instituto Consult.
Fácil perceber, no comparativo, que Rosalba numericamente tem repulsa popular superior à Micarla e aprovação também menor.
Os números podem assustar ainda mais, se regredirmos mais um pouco no tempo. Em outubro de 2009, com “nove meses” de governo, Micarla era “aprovada” por 45% dos natalenses e 37% a reprovavam – indicou o Consult. Em poucos meses, houve a virada na avaliação, numa queda livre que agora em janeiro de 2012, três anos de gestão, passou dos 90% – conforme Consult e Certus.
Em relação à Rosalba, o natalense tem sido menos tolerante. Em pesquisa do Instituto Perfil, a partir de coleta de dados entre os dias 10 e 12 de dezembro do ano passado (2011), portanto com “11 meses” de gestão, a governadora tinha reprovação de 59,6% dos natalense, contra apenas 25,1% de aprovação (Veja clicando AQUI).
A rejeição ao Governo Rosalba – em 11 meses – foi maior do que à de Micarla em nove meses que era de 37%. Na verdade, até aí a prefeita era aceita por 45% da capital, ao contrário de Rosalba que já bateu os 59,6% de reprovação antes do primeiro ano de sua administração.

Nenhum comentário: