31 janeiro 2012

PATIFARIA OU ACORDO POLÍTICO?

.
PATIFARIA OU ACORDO POLÍTICO?


Por dinheiro, certos jornalistas da terrinha, que juravam de pés juntos e olhos rútilos, de que a prefeita Fafá Rosado não renunciaria ao seu mandato, mudam literalmente os seus discursos e escritos.

É inacreditável como "alguns jornalistas" da nossa amada urbe vendem sua dignidade e se expõem ao ridículo ao ponto de agredir e desrespeitar os seus próprios leitores.

A mudança de postura desses pseudos-jornalistas - pagos e controlados - pelo Palácio da Resistência, em tomarem uma posição radicalmente contrária a que vinham adotando até uma semana atrás, enoja o mais desqualificado dos mortais.

Quererem agora, transforma uma patifaria política, um estelionato político em um acordo estratégico montado consensualmente sem negociatas, é querer brincar com a inteligência e cuspir na cara dos Mossoroenses.

 Continuo não acreditando na renúncia da prefeita Fafá Rosado, não existi motivos e fatos que justifique tamanha traição, pois em se tratando de renúncia ao mandato político, cabe indagar se a renúncia é um direito, ou se o encargo assumido por força da eleição vem a ser algo de que o eleitor possa dispor.
 
Caso se confirme a renuncia,  a prefeita Fafá Rosado terá a difícil tarefa, de explicar publicamento a sociedade mossoroense o motivo ou motivos que a levaram a não cumprir o mandato que lhe foi confiado pelos mossoroenses e  ainda ficar na dependência futura de um julgamento, que depois de concretizado, será imortalizado às futuras gerações.

Chega a dar nojo o modo como algumas pessoas enxergam a política: uma eterna troca de favores da qual a ética e a moral não faz parte.

Pobre Mossoró!
.
.
Extraído do blog de Carlos Escóssia.
.
.

Um comentário:

Pedro Henrique disse...

Isso não é coisa de jornalista. Mas sim de jornaleiro provinciano.