11 novembro 2011

ARTIGO DA SEMANA.

.
O MOMENTO É OPORTUNO
(Por Rubens Coelho - jornalista - rubensfcoelho@hotmail.com)

O quadro sucessório em Mossoró vai ser completamente diferente das eleições das últimas décadas. Não se tem quadros fortes, competitivos do grupo familiar que há muito tempo domina a política local. Digamos, não surgiu nem um Dix- huit Rosado, Rosalba Ciarlini Rosado, Nem uma Maria de Fátima Nogueira Rosado Rosado, para disputar a prefeitura de Mossoró. 
.
A expectativa de uma das alas dos Rosado, é estar com o governo do Estado. Porém, haveremos de convir não ser a máquina tão determinante assim. Mesmo que disponha de vastos recursos materiais e financeiros, para serem usados numa campanha eleitoral, existindo uma tendência real do eleitor para mudança nenhuma força conseguirá impedir. Além do mais, a atual administração estadual vem sofrendo grande desgaste, pelo menos, no início de administração, não se recuperando até 2012, em vez de se tornar a grande eleitora da situação, pode até ter um papel contrário ao pretendido.

Bem, pergunta-se, e Clarissa Rosado não é do mesmo grupo familiar? Perfeitamente. E se declarando oposição à prefeita Fafá, num pode confundir o eleitor que deseja mudança na política prevalecente? Pode. Mas ela conta com dois fatores que a coloca numa situação delicada: primeiro, a rejeição à sua candidatura é muito alta; segundo, o sobrenome da família dominante na cidade há décadas pode funcionar como fator negativo no pleito do próximo ano, se houver no seio do povo o desejo concreto de mudança.

Vendo por esse prisma, nossa opinião, é que o embate eleitoral que se aproxima, é o mais oportuno para o deslocamento do poder do grupo dominante para alguém fora do círculo familiar tradicional.

A candidatura do professor Josivan Barbosa, desponta como instrumento dessa transformação política desejada por amplos segmentos da sociedade mossoroense. Sua biografia o ajuda nessa empreitada. Trata-se de um homem de origem humilde, batalhador; capaz; respeitado como pessoa honrada; como técnico e gestor de eficiência indiscutível; comprovada à frente da antiga ESAM, que sob sua direção transformou-se na Universidade do Semi-Árido(UFERSA), com diversos cursos superiores; bem avaliados e conceituados no Nordeste no Brasil.

As eleições de 2012, portanto, pelo que se vislumbra até o momento, vai ser muito diferente das anteriores no que diz respeito ao executivo municipal. Dependendo do desenrolar dos acontecimentos e da campanha que for feita, a perspectiva é das urnas produzirem uma guinada de cento e oitenta graus na política e no poder em Mossoró. Não é sonho, é uma realidade tão real como a certeza de que o sol nasce todas as manhãs.
.
.

Nenhum comentário: