26 agosto 2011

ARTIGO DA SEMANA.

.
VISITA INUSITADA
(Por Rubens Coelho - jornalista - rubensfcoelho@hotmail.com)
.
Ontem pela manhã, eu estava em casa, como de costume depois da leitura dos jornais, diante do computador, procurando fazer a coluna para publicação nesta Gazeta do Oeste de sábado, quando de repente, adentra ao meu escritório,o amigo e compadre Libório da Picada Um. Visita inusitada, pois na maioria das vezes, sou eu que o visito em seu sítio quando quero aliviar um pouco as tenções e saber das novidades.- Bom dia compadre,- bom dia seu Libório, o que o traz aqui a estas horas?- Homem, já venho da fila do INSS aonde fui tentar regularizar minha aposentadoria, mas o negócio lá é mais enrolado que caracol. Mas né disso que quero falar não.- Pois diga compadre- ele retirou do bolso de trás de sua calça, um jornal no qual estava estampado a foto da governadora Rosalba sorridente e declarando que agora o Rio Grande do Norte, passaria a ser conhecido como o trampolim do desenvolvimento. Tratava-se do exitoso leilão para construção do aeroporto de São Gonçalo.

E aí perguntei, o que o senhor está achando? – Ora, meu compadre quem não gosta de ver sua terra crescer e se desenvolver. Então estou satisfeito com a construção do aeroporto, no entanto, fico indignado é com a farsa, a demagogia de Rosalba que quer enganar todo mundo, dando a impressão que o aeroporto é obra de seu governo. Que cara de pau, heen? Quem não sabe que o empreendimento foi projetado há cerca de quatorze anos, com sucessivos governos inclusive os de Wilma de Faria e Iberê Ferreira de Sousa, os que mais fizeram para torná-lo uma realidade, não conseguindo por falta de recursos do governo federal para a obra. Somente agora, depois que a presidente Dilma Roussef o privatizou foi que apareceu empresas interessadas em investir no projeto.

É uma obra do Governo Federal em parceria com empresas privadas, portanto, o governo do Estado potiguar é apenas coadjuvante nessa história. Mas lá estar Rosalba, gastando os tubos em publicidade de página inteira publicada em todos os jornais. Esse é um velho costume de seus governos, foi useira e viseira desse truque para enganar os incautos, quando esteve à frente da prefeitura de Mossoró, em seus últimos oito anos de mandato, o governo federal realizava as obras, mas as placas e a publicidade eram como se fora empreendimentos da municipalidade. O exemplo mais gritante dessa farsa foi o do Teatro Dix-huit Rosado, quase integralmente financiado pela Petrobras, que por descuido ou negligência da empresa, resultou como sendo apenas a prefeitura a pela obra.

Em vez de estar gastando tanto dinheiro do contribuinte, com propaganda, a governadora deveria era procurar resolver os gravíssimos problemas, de segurança pública, da saúde e da educação que vai ficar cada vez mais sucateada, que o digam os professores da rede estadual de ensino e da nossa querida UERN. Não quero dizer que o povo tem o governo que merece, pois não acho que os potiguares mereça isso que está aí: o engodo, o retrocesso e a demagogia.- É verdade compadre Libório, isso não pode continuar. Tomamos um cafezinho, o compadre acalmou-se aí passamos o resto da manhã falando de amenidades da vida sertaneja.
.
.
.

Nenhum comentário: