19 maio 2011

CIA. ESCARCÉU DE TEATRO APRESENTA O ESPETÁCULO 'BAGAÇO DO ENGENHO'

.
A Cia. Escarcéu de Teatro, mossoroense da gema, apresenta o espetáculo 'Bagaço do Engenho', às 20h, desta sexta-feira (20), no Cafezal. 

A apresentação acontece dentro do projeto Corredor Cultural que é uma realização da Prefeitura Municipal de Mossoró.

O que é o 'Bagaço do Engenho'?

O recital Bagaço do Engenho representa a continuidade e o aprofundamento de experiências construídas por meio de colagem e fragmentos de textos e de experimentos cênicos desenvolvidos pela Cia Escarcéu de Teatro a partir de gêneros literários, Poesias, crônicas letras de músicas de artistas nordestinos das, mas variadas tendências e estéticas, tendo como propósito difundir obras de poetas e compositores contemporâneos, entre os quais destacamos: Bráulio Tavares, Zé Ramalho, Geraldo Azevedo, Sivuca, Luiz Ramalho, Elomar Jatobá , Xangai. 
.
A Cia. Escarcéu, com a montagem do recital Ceno-poético Bagaço do Engenho, busca explorar o olhar dos autores acima mencionados sobre o cotidiano da cultura regional do nordeste brasileiro. A apropriação temática será construída com base no hibridismo proporcionado pela junção de textos dramáticos, poemas e letras de músicas.

O propósito da Cia Escarcéu quando opta pela montagem do recital Bagaço do Engenho é o de investir na palavra transformada em poesia quanto elemento dramatúrgico fundante para a arte cênica.
.
Adotando como mote inicial a abordagem da poética nordestina, o espetáculo permitirá que se lance um olhar contemporâneo e crítico sobre as relações de homens e mulheres a partir de laços afetivas, místico-religiosos e socioculturais.
.
A dramaturgia do recital Bagaço do Engenho será guiada por elementos estéticos que proporcionará ao espectador uma apreciação da beleza poética, da riqueza de linguagens e temáticas contidas na obra dos artistas regionais contemporâneos. Esteticamente, o espetáculo será construído com base na técnica corporal presente nas manifestaçôes da cultura popular.

Ficha Técnica
Lenilda Sousa: canto, roteiro, textos e figurinos
Carlos Augusto: instrumentos
Mazinho Viana: Direção Musical, canto, textos, instrumentos
Savana Tomaz: canto e texto
Roberlilson: Direção cênica, canto, texto e roteiro.
Regina Casa Forte: Canto e texto
Max: Canto e texto
Ricardo Ribeiro canto e texto.
Iluminação Nonato Santos.
.
Com informações da Assessoria da Cia Excarcéu.
.
.

Nenhum comentário: