25 janeiro 2011

CELULAR CHEGA AOS 20 ANOS NO PAÍS E NOS TRIBUNAIS.

.
O aparelho que facilita a vida de milhares de pessoas está comemorando 20 anos no Brasil. Vilão para alguns, mocinho para a maioria, o celular chegou com preços exorbitantes: só possuía o aparelho quem tinha boa condição financeira. Hoje, a tecnologia tornou-se tão barata que o celular virou brinde, dependendo do tipo de linha que o consumidor escolher. Está em todas as classes sociais e circula nas mãos de usuários de qualquer idade: de crianças a idosos.
.
Junto com a evolução das tecnologias e das novas modalidades de prestação de serviços surgiram os problemas. Dados do PROCON, revelam que só nos últimos dez anos, milhares de reclamações chegaram até o órgão, destacando-se: não reconhecimento de certas ligações; cobrança indevida; serviços não solicitados; consumidor sem vínculo com a operadora, porém recebendo faturas; planos diferentes do contratado por telefone. 
.
Infelizmente, nem sempre o consumidor tem causa ganha em razão das leis pertinentes. Em razão disto, uma comissão de alto nível, presidida pelo ministro Herman Benjamin, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), está instaurada no âmbito do Senado Federal para propor a revisão do Código do Consumidor.

Durante essas duas décadas, chegaram ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) recursos sobre os mais variados temas relacionados ao celular – ações sobre cobrança de impostos, abusos nos contratos com as operadoras, uso de créditos e até o porte do aparelho em presídios. 
.
É no STJ que se dá a palavra final sobre essas questões.
.
Fonte: STJ
.
.



Nenhum comentário: