23 novembro 2010

OS AGENTES DE TRÂNSITO DE MOSSORÓ MERECEM RESPEITO.

 
.
Vez ou outra nos deparamos com cenas deprimentes de agreções verbais e, em alguns casos, físicas, perpetradas por 'cidadãos' despreparados para o convívio social contra agentes de trânsito de Mossoró, os cognominados 'amarelinhos'.
.
Não mais que no esteio da mais grave das agressões contra os agentes de trânsito de Mossoró, quando um deles foi alvejado com projétil de arma de fogo, eis que hoje, no início da tarde, no cruzamento da Av Rio Branco com a Augusto Severo (próximo à estação das Artes Elizeu Ventania), presenciei várias viaturas (motos e veículos) e cerca de dez (10) agentes de trânsito que falavam em tom alterado, inclusive alguns com o dedo em riste.
.
Sem poder me aproximar do local, dado o movimento do trânsito no local, indaguei de um dos muitos populares que se faziam presente na cena, qual a razão para o inusitado fato.
.
A resposta: "um agente de trânsito foi agredido fisicamente por um cidadão  porque fez uma abordagem por ele ter estacionado o seu veículo, em fila dupla, em frente ao Colégio das Irmãs."
.
A agressão só por só já é um ato de covardia. As leis são definidas para serem devidamente observadas por todos, indistintamente. O nosso caótico trânsito, nfelizmente, não vai melhorar, notadamente, em face do crescente número de veículos e, o que é mais grave, pelo desrespeito às leis executado pela esmagadora maioria dos nossos motoristas que, via de regra, transformam os seus veículos em uma poderosa arma.
.
O agressor precisa ser contido. Os amarelinhos merecem respeito.
.
(Foto do site da PMM)
.
.
..
.

Um comentário:

Anônimo disse...

gostaria primeiramente de parabenizá-lo pelo feliz comentário. Realmente o que acontece no trânsito de mossoró é isto: falta de respeito às leis de trânsito e aos agentes que simplemente estão fazendo o seu trabalho. Infelizmente é uma pena existir pessoas que além de infrigirem as leis de trânsito, agridem covardemente (três indivíduos contra apenas um) o agente que está fazendo seu trabalho.