30 novembro 2010

LUZ BAIXA NA ZONA URBANA.

.
Foto WEB
.
Aprendi com meu inesquecível pai a arte de dirigir e a maioria das regras de trânsito. Uma lição sua, no entanto, guardo e utilizo até hoje: 'sempre que você trafegar por uma estrada ou via pública, não importa, se o veículo que se aproxima vier (e permanecer) com os faróis em luz alta, deixe sempre o seu veículo com os faróis em luz baixa, porque o condutor do outro veículo não corre o perigo de se ofuscar e bater no seu veículo.
.
A maioria dos motoristas de Mossoró, não sei em que suposição baseia-se, insiste em utilizar os faróis em LUZ ALTA, no perímetro urbano. Uma verdadeira agressão ao condutor que cruza com outro veículo 'conduzido' por esse tipo de 'motorista'.
.
O cúmulo da aberração, me permitam a indignação, verifica-se nas principais avenidas (Diocesana, Felipe Camarão, Pte. Dutra, etc) locais onde a iluminação é perfeita e satisfatória mas, ainda assim, alguns desavisados 'motoristas' insistem em trafegar utilizando-se dos faróis em luz alta.
.
Na zona urbana, principalmente no período noturno, não existe necessidade alguma de utilizar-se da luz alta nos veículos. 
.
.
.

2 comentários:

Anônimo disse...

Caro amigo Herbert. Você está sendo muito benevolente em chamar de motoristas, alguns aprumadores de volante de carros de Mossoró. Esses, que se dizem motoristas, não sabem diferenciar luz alta e/ou baixa visto que, quando compram o carrão, como mostra a foto, o máximo que eles têm, é a curiosidade de observar se o dito cujo vem com buzina pois, caso contrário, eles são incapases de guiarem 10 metros de distância sem utilizar tal equipamento. Muitos acidentes que envolvem veículos de 02 ou 04 rodas, são causados por uma peça defeituosa que fica instalada entre o volante e o banco, no caso de veículo de 04 rodas, e em cima do assento, no caso de motos. Togo Ferrário.

Anônimo disse...

Isso é a pura verdade, um bom condutor deve utilizar da educação. O que se ver na realidade é a medição de força dos faróis, quem pode coloca o tal XENON, e ai não necessita mais que os simples mortais baixem seus faróis.