20 setembro 2010

PREFEITO SE ENVOLVE EM DISPUTA PELO SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE RAFAEL GODEIRO.

..
Um mar de con­fu­são e muita dis­cus­são en­vol­ven­do a Di­re­to­ria do Sin­di­ca­to dos Tra­ba­lha­do­res Ru­rais de Ra­fael Go­dei­ro (STR) e o pre­fei­to Abel Filho que, es­tra­nha­men­te, vem in­ter­fe­rin­do nas de­ci­sões en­vol­ven­do os interesses internos STR.
.
O Fato
.
O presidente do sindicato, José Mariade Oliveira, pediu licença, direito que lhe é assegurado nos estatutos da entidade, e em seu lugar assumiu, por direito, o vice-presidente San­do­val Jales.
.
O presidente licenciado tentou reassumir a presidência mas, curiosamente, foi preterido pelo presidente em exercício. O motivo alegado: o presidente licenciado, José Maria, estaria ina­dim­plen­te com a tesouraria do sin­di­ca­to.
.
Querelas à parte, o que é fato é que o presidente licenciado provocou o Judiciário e teve deferido, em seu favor, medida li­mi­nar garantindo-lhe a recondução ao cargo para o qual fora eleito.
.
O cumprimento da medida liminar, que deveria ter ocorrido no últimodia 15/09, inclusive contando com a presença do presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN), transformou-se num 'ato de política' e, via de conseuência, numa confusão sem precedentes.
.
O pre­si­den­te li­cen­cia­do não com­pa­re­ceu à sede do sindicato para tomar posse. O presidente em exercício, provavelmente sem observar as determinações estatutárias, arregimentou os presentes e convocou uma Assembléia Extraordinária, realizada logo em seguida. A decisão foi no sentido de dar efetividade, ao vice-presidente, no cargo de presidente.
.
Descumprimento da medida liminar à parte, dois fatos chamaram à atenção: primeiro a ausência do presidente para retomar o cargo; e, segundo, a pre­sen­ça do pre­fei­to Abel Filho em todas as reu­niões en­vol­ven­do o STR.
.
Saiba mais AQUI.
.
.
.

Nenhum comentário: