10 junho 2010

HOJE TEM 'CHUVA DE BALA NO PAÍS DE MOSSORÓ."

.

O “Chuva de Bala no País de Mossoró” é, sem dúvida, uma das maiores referências do Cidade Junina. Lampião só reconheceu ter sofrido uma única derrota em vida: em 13 de junho de 1927, quando foi posto para correr de Mossoró. E o espetáculo ao ar livre, celebra justamente esse espírito libertário dos mossoroenses, ao contar a história de resistência ao bando de Lampião.

A peça é encenada no adro da Capela de São Vicente, que foi palco da batalha vencida pelo povo de Mossoró. São mais de 70 atores, sob a direção de João Marcelino, que encarnam personagens da história, como o prefeito Rodolfo Fernandes, líder da resistência, o padre Mota, a polícia, Lampião e seu bando. Também participam da peça as crianças do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e jovens em instrução do Tiro de Guerra 07-010.

A obra cênica de natureza narrativa, escrita pelo professor e historiador Tarcísio Gurgel, lembra a saga do povo mossoroense de modo simples e direto, como forma de prender a atenção das pessoas e permitir que os visitantes compreendam o episódio sem maior dificuldade.

O Adro da Capela de São Vicente recebe cenário que lembra o dia da Resistência ao bando de Lampião – 13 de junho de 1927. O espaço cenográfico dá a dimensão do fato histórico, transmitindo realismo.

Mais detalhes aqui.

.

.

Nenhum comentário: