24 abril 2010

O NÃO VATICÍNIO DA BORBOLETA.

.
Ao menos por enquanto, o exercício de futurologia sobre os nomes que serão ‘aquinhoados’ com o ‘apoio’ da prefeita de Natal, Micarla de Souza (PV), deve ficar mesmo por conta das editorias políticas da imprensa do estado e, lógico, da boa fé do eleitor potiguar.

Se é verdade que o seu primeiro voto para senador será de José Agripino (DEM), prefere ela permanecer a embaraçar as editorias políticas e, lógico, o eleitor, acerca de seu segundo voto para senador (ou senadora).

Acenando com a possibilidade de matricular Carla, sua irmã, como primeiro suplente da ex-governadora Vilma de Faria (PSB), conforme analisam alguns jornalistas da capital, estaria a burgomestra alimentando a esperança de receber recursos do governo federal?!

Reside ai, talvez, o motivo porque a prefeita Micarla, tal qual o diabo foge da cruz, evitou qualquer contato com José Serra (PSDB), candidato tucano à presidência, em sua recente visita a Natal.
.
.
.
C U R T I N H A S
.
RAIBRITO - Raimundo Soares de Brito é uma figura ímpar! Caraubense que Mossoró, à unanimidade, adotou, 'Raibrito', como é chamado por algus mais chegados, chegou ontem (23/04) aos 90 anos, graças a Deus. O artigo da lavra do professor Romero Cardoso postado neste espaço (veja na abaixo) mostra um pouco da trajetória desse grande norteriograndense.
.
TRÂNSITO LOUCO - A loucura instalada no trânsito não é 'privilégio' apenas das grandes cidades brasileiras. Não. A nossa bravia Mossoró, por exemplo, que de pequeno porte já deixou de ser há bastante tempo, tem um dos mais caóticos trânsitos que conheço. Não raro, tenho dito que o 'motorista' mossoroense, via de regra, acredita ser ele detentor de um Código de Trânsito exclusivo, ou seja as regras são as que lhe convém, e pronto.
.
TRÂNSITO LOUCO II - Fico indignado ao ver, por exemplo, um motorista fazer uma conversão à esquerda, quando existe uma enorme placa proibindo tal manobra, ou, quando os nossos 'motoqueiros', costumeiramente, fazem ultrapassagem pela direita. Isso sem esquecer do desrespeito aos pedestres quando os motoristas mossoroenses, via de regra, param sobre a faixa àqueles destinada, única e exclusivamente.
.
TRÂNSITO LOUCO III - A melhoria no sistema de trânsito de Mossoró que, face a sua municipalização, poderia ter-se tornado evidente, ao menos nos termos anciosamente esperados, não aconteceu. Entretanto, vejo como imprescindível, para 'educar' o mal motorista mossoroense, salvo melhor visão, atingí-lo no bolso. Nesse ponto, permita-me a franqueza, tenho a plena convicção que o bom motorista concorda comigo.
.
CHUVA DE BALA - A 9ª edição do espetáculo 'Chuva de Bala no País de Mosoró', dvidamente inserido na programação do Mossoró Cidade Junina, a exemplo do ano passado, terá a direção do competente teatrólogo João Marcelino.
.
CHUVA DE BALA II - Contando com um elenco formado por 70 atores, todos mossoroenses, o espetáculo terá o mesmo perfil da edição de 2009, ou seja, retratatando, enquanto musical épico, aspectos sociais, costumes e tradições do povo de Mossoró, contextualizado ao histórico episódio da resistência do povo mossoroense ao bando de Lampião, em 13 de junho de 1927.
.
CHUVA DE BALA III - Com estréia já definida para o dia 10 de junho, às 21h, com 14 apresentações, servirá de palco para o espetáculo a Igreja de São Vicente, cenário onde transcorreu a real batalha entre os resistentes e os cangaceros. É um espetáculo que orgulha (e muito) a nossa cidade.
.
CEM POR CENTO - Chico da Prefeitura, o candidato sem frescura. É exatamente assim que ele costuma se auto-definir. O percentual fechado, é decorrente de uma declaração dada por ele, recentemente, quando perguntado se seria candidato a deputado estadual nas eleições vindouras. Anteriormente, precavido, disse que tinha 99% de possibilidades de ser um dos postulantes de seu partido (DEM) a uma cadeira no parlamento estadual. Agora, com o aval sabe-se lá de quem, crava em cem por cento (100%) . Meu caro Chico da Prefeitura, se souberes cantar, pode entoar a músca 'Juventude Transviada', da lavra do grande Luiz Melodia.
.
.
.

Nenhum comentário: