20 abril 2010

GERÊNCIA DE SAÚDE SEGUE CRONOGRAMA DE CAMPANHA CONTRA 'GRIPE SUÍNA'.

.
Jaqueline Amaral - Gerente de Saúde de Mossoró, RN - Foto: nomomento.com
.
Com o objetivo de atingir número superior a 4.000 (quatro mil) idosos, a Gerência Executiva da Saúde do município de Mossoró, no próximo dia 24/02, abrirá 43 postos de vacinação para levar a efeito a quarta etapa da campanha de vacinação contra a gripe H1N1 (gripe suína).

Nessa etapa, devem ser vacinadas pessoas com mais de 60 anos de idade.

Destacando a importância da campanha, a gerente de saúde, Jaqueline Amaral (foto), “a estratégia deveria coincidir com a Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, mas problemas na entrega das doses da vacina contra gripe comum (Influenza), produzidas pelo Instituto Butantan, de São Paulo, obrigaram o Ministério da Saúde a alterar o calendário da campanha nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste.”

Nos estados dessas regiões, a campanha de vacinação contra a gripe comum para maiores de 60 anos teve o início adiado para o dia 8 de maio, seguindo até 21 de maio. Aqueles que tiverem doenças crônicas também serão imunizados contra a gripe H1N1.

“Nesse caso, os idosos poderão optar por antecipar a vacinação contra a nova gripe (H1N1) já a partir de 24 de abril, data inicialmente prevista para o início da vacinação do idoso”, destacou a titular da pasta de Saúde.

Mas, atenção: os idosos que fizerem que tomarem a vacina no próximo dia 24 de abril terão de voltar aos postos de vacinação mais uma vez, para tomar a vacina da gripe comum, entre 8 e 21 de maio. Já aqueles que optarem por aguardar até 8 de maio poderão tomar as duas vacinas de uma única vez.
(Fonte: PMM)
.
.
.
C U R T I N H A S
.
GENIVAN - Produzido pela empresa Pauco, recebi das mãos do vereador Genivan Vale (PR), o segundo número do Informativo ‘Por Você’, que traz uma prestação de contas de seu mandato e uma espécie de balanço de suas ações principalmente na Câmara Municipal de Mossoró. A teor do informativo, entre os treze vereadores com assento no legislativo, Genivan é o campeão em proposições (Requerimentos, Indicações, etc) com 397, além de 28 Projetos de Lei, tudo no ano de 2009. Você pode receber o informativo ‘Por Você’, comodamente, em sua casa, bastando, para tanto, fazer o seu cadastro na pagina principal do site ( www.genivanvale.com )ou solicitar pelo telefone (84) 3316 -2600.

JOSIVAN - O reitor da Universidade Federal do Semiárido, professor Josivan Barbosa Menezes, está realizando uma verdadeira ‘reforma agrária urbana’. Através de informação do próprio Josivan Barbosa, o Núcleo de Engenharia do Ministério Público do Rio Grande do Norte, oficializou, hoje pela manhã, a entrega do cronograma de construção da sede do MP no Campus Central daquela instituição.

CHAPÃO - As lamentações externadas pela maioria dos candidatos a deputado federal, nas eleições desse ano aqui no RN, são, em princípio, sem sentido. Por quê? Ora, se além dos atuais detentores de mandato (Henrique Alves-PMDB, João Maia-PR, Sandra Rosado-PSB, Betinho Rosado-DEM, Fátima Bezerra-PT, Rogério Marinho-PSDB, Felipe Maia-DEM e Fábio Faria-PMN), apenas o vereador Paulo Vagner (PV), aparece como candidato com chances de tomar uma dessas vagas, a solução, quase definitiva, para o temor dos nossos atuais parlamentares federais, seria, ao menos no meu entender, encará-lo como ‘moeda de troca’. É que, sob o literal comando da prefeita de Natal, Micarla de Souza, Paulo poderia retirar a sua postulação e, em permuta, aquela burgomestra indicaria, por exemplo, o candidato a vice governador ou, um nome para a primeira suplência para o Senado.

CHAPÃO II - A preocupação dos parlamentares federais do RN passa, inevitavelmente, por uma questão de ordem legal: o quociente eleitoral, que ficará em torno de 215 mil votos. Isso significa que, a cada 215 mil votos obtidos por um partido ou uma coligação, uma vaga está assegurada. No bipartidarismo isso não acontece porque ou se vota no ‘A’ ou no ‘B’.

CHAPÃO III - No pluripartidarismo, em voga no Brasil, pode ocorrer que, a exemplo do nosso bravio Rio Grande do Norte, cada parlamentar seja uma espécie de proprietário de uma sigla. Neste caso, a legislação eleitoral vigente, notadamente no tocante às formas de coligações, tem sido o ‘calcanhar de Aquiles’.

CHAPÃO IV - Para confirmar ainda mais o que ora se afirma, basta observar que, no Rio Grande do Norte, apenas o DEM tem dois deputados federais: Felipe Maia e Betinho Rosado, sendo que este último assumiu a vaga decorrente da morte do deputado Nélio Dias (PP).
.
.
.

www.twitter.com/herbertmota
.
.

Um comentário:

Anônimo disse...

Herbet voce tá coberto de razao. Essa estória de chapão é uma coisa que já vem de muito tempo e pra dizer a verdade nao temos como mudar... o sistma de capitanias hereditárias permanece