05 abril 2010

ELEIÇÕES 2010: PT UTILIZA RETROVISOR; PSDB PARACHOQUE DIANTEIRO.

.
.
Plenamente perceptível é o fato de que a campanha eleitoral já está nas ruas. No tocante à disputa para a presidência da república, principalmente. Neste aspecto, as duas principais forças políticas do país, encabeçadas pelo PT (situação) e pelo PSDB (oposição) caminham, de forma inevitável, para uma espécie de ‘campanha plebiscitária’, decorrente da palmar polarização entre a candidata governista, Dilma Rouseff e o candidato tucano, já declarado, José Serra. Os demais candidatos tendem a ser meros coadjuvantes, como de praxe.

Na realidade, o desenho originário das intenções governista caminha para um formato que, infelizmente, desaguará numa campanha tipo ‘retrô’. Nela o partido dos trabalhadores, inevitavelmente, fará uso de um retrovisor. Por quê? Simples como arroz com feijão, a tática do governo é insistir na comparação entre as gestões de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. Em contrapartida, a oposição vai utilizar o pára-choque. Por quê? Além de mostrar (bater) os erros do governo Lula, tentará, de quebra, promover o debate sobre capacidade pessoal para ocupar o Palácio do Planalto a partir do ano que vem.


Dilma, que se apresenta como continuidade do governo Lula, vem, já a algum tempo, propondo e defendendo mudanças programáticas que possam aprofundar o atual governo em questões mais complexas, tudo para fazer frente às inevitáveis comparações do governo Lula com o governo de Fernando Henrique Cardoso. Nesta seara, José Serra, embora seja umbilicalmente ligado a FHC, dispõe de luz própria e apresentará um discurso pautado, inevitavelmente, nas gestões por ele desenvolvidas no Ministério da Saúde e, mais recentemente, no governo de São Paulo.
.
Creio ser mais ou menos isso o que vamos acompanhar ao longo da campanha, com ênfase maior, porém, após a veiculação dos programas e inserções diárias no rádio e na televisão, além, é claro, dos inflamados discursos dos candidatos.
.
.
.

Nenhum comentário: