12 fevereiro 2010

- DF PODE SOFRER INTERVENÇÃO FEDERAL.

.
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ajuizou no SFT (Supremo Tribunal Federal) representação objetivando a intervenção da União no Distrito Federal.
.
As principais justificativas para o pedido são: a existência de uma organização criminosa postada no governo, com fortes indícios de um esquema criminoso, comandado pelo governador, de apropriação de recursos públicos, inclusive com um bom número de parlamentares envolvidos; e, a falta de condições mínimas da Câmara Legislativa do Distrito Federal tomar medidas que possam mudar a situação.
.
Aliás, é bom lembrar que, desde que vieram à tona as denúncias, inclusive já fartamente comprovadas, o governador Arruda passou a deixar claro (na sua ótica) que o andamento das investigações (por uma CPI de faz de conta) não impediu nem impediria que ele continuasse a atuar criminosamente, inclusive coagindo testemunhas, apagando vestígios e, de quebra, zombando da situação.
.
A intervenção no Distrito Federal, caso decretada, por força da nossa Constituição Federal, além de especificar a sua amplitude, o prazo de duração, condições de execução e nomeação de interventor, será, obrigatoriamente, submetida à aprecisção do Congresso Nacional.
.
.
.

Nenhum comentário: