09 outubro 2009

- KÁTIA SHEILLA E ELZA SOARES SE APRESENTAM HOJE NO SEIS E MEIA.

.
Será encerrada hoje (09/10) a temporada 2009 do projeto Seis e Meia em Mossoró, brilhantemente comandado pelas produtoras Toinha Lopes e Katarina Gurgel. Estará se apresentando no Teatro Municipal Dix-Huit Rosado o ícone da música brasileira, Elza Soares. A atração local será a cantora Kátia Sheilla. Veja abaixo quem é a nossa artista Kátia Sheilla e tudo sobre o show por ela especialmente elaborado para hoje a noite.

O Show
“Ataulfo e Carmem: um século de sambas e banlangandans,” celebra o centenário de nascimento de dois ícones da música brasileira: Ataulfo Alves e Carmem Miranda, ambos nascidos em 1909. O encontro musical dos dois se deu em meados da década de 30. Era apenas a estréia da Pequena Notável no mundo artístico. E tal estréia se deu com a canção ‘Tempo perdido,’ de autoria de Ataulfo. Singelo encontro a realçar dois nomes da história da musica brasileira, na visão de Kátia Sheilla.
.
Ataulfo Alves
Nascido numa fazenda mineira, filho de pai violeiro, foi para o Rio de Janeiro por acaso, onde trabalhou, entre outras coisas, como farmacêutico. No fim dos ano20 passou a se envolver com blocos de carnaval e artistas de rádio. Logo em seguida teve sambas gravados por almirante (Sexta-feira) e Carmen Miranda (Tempo Perdido), o que lhe assegurou o sucesso. Compunha sambas-canção e marchas de carnaval para os maiores cantores do Brasil, como Carlos Gargalho (‘Quanta tristeza’, com André Filho), Silvio Caldas (‘Saudade Dela’) e Orlando Silva (‘Errei, Erramos’). Em 1941 estreou como intérprete na gravação de ‘Levas, meu samba’ e ‘Alegria na Casa de Pobre’ (com Abel Neto). No ano seguinte gravou ‘Ai que Saudades da Amélia’ (com Mário Lago), um de seus maiores sucessos, ao lado de ‘Na Cadência do Samba’, ‘Laranja Madura’, ‘Fim de Comédia’, ‘Vai, vai mesmo’ e ‘Mulata Assanhada’. Em 1961 foi para a Europa, numa turnê de divulgação da música brasileira, e em 1966 representou o Brasil no I Festival de Arte Negra em Dacar, Senegal.
.
Carmen Miranda
Carmen Miranda da Cunha nasceu no ano de 1909, em Portugal. Com 2 anos de idade, junto com sua família, veio morar no Brasil. Desde a infância, demonstrava muito interesse e talento para a música e dança. Aos 20 anos de idade, Carmen Miranda começou sua gloriosa e curta carreira de cantora e atriz. Porém gravou sei primeiro disco somente aos 30 anos de idade. Nesta época, final da década de 1930, fez muito sucesso nas emissoras de rádio do Brasil. Devido ao grande sucesso, foi levada para os Estados Unidos, por um empresário norte-americano. Nesta fase da vida, fez um grande sucesso, representando em suas músicas e danças, aspectos da cultura tropical do Brasil. Apresentava-se com roupas coloridas, enfeites e chapéus com frutas tropicais. Sua imagem representava uma típica baiana. Não demorou muito e Carmen Miranda foi parar nas telas de cinema de Hollywood. Atuou em vários filmes, por exemplo, Serenata Tropical e Uma Noite no Rio.
.
A Artista
A arte sempre fez parte do universo de Kátia Sheilla. Em família, estudou música e participou de corais. A mana Andrezza participou por duas vezes do ‘Projeto Seis e Meia’, na capital. A mãe, Miriam Oliveira, embalou muitas noites de seresta em Mossoró. Outros caminhos trilhou, afastando-se da canção. Mas voltou para o aconchegante lar dos acordes e sons em 2001, quando se inscreveu no concurso ‘A Mais Bela Voz’. Foi apresentada na praça Vigário Antonio Joaquim como a maior revelação do tradicional certame organizado pela Rádio Rural, naquele ano.
Assim começou sua vitoriosa carreira. Vieram festas, recepções, solenidades. Participou de shows e encantou públicos. Cantou em barzinhos, encantou celebrações. Sagrado e secular sem choques. Explorou a diversidade da MPB, distante de preconceitos e apelações. Kátia Sheilla nasceu em Mossoró, em agosto de 1971. Canta não somente com a voz: os anos dedicados à dança e ao teatro fazem brotar elementos que enriquecem a interpretação. A voz de soprano, que dá vida a um repertório que reúne o que há de melhor na música, é o tesouro que Kátia Sheilla compartilha com os amantes da canção.
Participar do Seis e Meia quando de sua primeira passagem por Mossoró, foi um momento especial. No show ‘Sem medo de ser eu mesma’, janela para a apresentação de Danton e Tunai, Kátia Sheilla não expressou qualquer narcisismo. Apenas contou sua história de idas e vindas em relação ao mundo da música.
Com o mesmo show fez janela para a cantora Joana no ano de 2005. Em sua trajetória participou ainda em shows ao lado de Marina Elali e Khristal, dentre outros. Kátia Sheilla segue sua trajetória participando da vida cultural de Mossoró, mostrando sua versatilidade musical em momentos diversos para públicos diversos.
.
Músicos
Violão/Baixo: Gideão Lima
Bateria: Hyldon Carlos
Teclados: Adeirton Pinheiro
Sax: Berg Dauzacker
Ficha Técnica
Direção Artística: Walterlin Lopes
Direção Musical: Gideão Lima
Produção Executiva: Kátia Sheilla/Leoniza Oliveira
Produção Visual: Walterlin Lopes
Assistentes de Palco: Fausto Maia e Tiago Fernandes
Sonorização: Charles Paiva
Iluminação: Tiago Souza
Fotografias: Ricardo Lopes
Cabelos e Maquiagem: Fernando Fernandes
.
.
C U R T I N H A S
.
QUINTAL DE CASA - Hoje, às 18h00, o multifacetado Nóbrega e sua inseparável Lenira, inauguram o espaço "Quintal de Casa", que tem por objetivo primordial oferecer inúmeras opções em plantas e adornos naturais. Anote o endereço: Rua Julita Gomes de Sena, nº 30, em frente ao Colégio Lavoisier Maia, Mossoró, RN.
.
FERIADÃO - O Brasil é mesmo o país dos feriados. Desde ontem (quinta-feira) as repartições já executam seus trabalhos em 'banho maria'. Sempre foi assim; vai ser sempre assim (?). A grande pedida do mossoroense para o tríduo beleza pura, ao que tudo está a indicar, será mesmo, como sempre, a aprazível cidade/praia de Tibau. Também vou nessa.
.
APAE MOSSORÓ - A deputada estadual Larissa Rosado (PSB), em pronunciamento na Assembleia Legislativa, conclamou os demais deputados estaduais a apoiar a campanha “Apae Pra Você”, que tem por objetivo arrecada fundos para aquisição de um veículo para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Mossoró.
.
APAE MOSSORÓ II - O veículo custa R$ 50 mil e transportará 42 portadores de necessidades especiais assistidos pela Apae de Mossoró, de casa para a associação. “Sem o carro, os alunos não terão como continuar a frequentar Apae e haverá interrupção do trabalho, o que pode provocar perdas irreversíveis no tratamento”, alertou a deputada.
.
APAE MOSSORÓ III - A Apae de Mossoró atua há 36 anos; atende 252 crianças, jovens e adultos de Mossoró e de 11 cidades vizinhas; realizou 22.850 atendimentos especializados em 2008 e serviu 43.250 refeições ano passado.
.
COMUNIDADE SHALON - Kalianne Pereira, via e-mail, me comunica e eu, com imensa satisfação, repasso-lhes a seguinte informação: a Comunidade Católica Shalom está organizando o seu II Congresso, cujo tema é "Família, lugar onde Deus se encarna". O evento ocorrerá de 13 a 15 de novembro no Colégio das Irmãs. O Congresso se inicia com uma missa de abertura e o Jantar Show com a participação de Isaías Luciano. Os pregadores do encontro serão Carmadélio Silva e Jorge Pinheiro. Além de pregação, haverá missa, música e muita animação. A entrada é franca.
.
.
.
.
.

Nenhum comentário: