12 agosto 2009

- ENFIM, UMA "NOVIDADE" NA POLÍTICA DO RN.

.
A arquitetura engendrada para o surgimento de um novo bloco político no Rio Grande do Norte, liderado pelo Deputado Henrique Eduardo Alves, conseguiu, como pretendido, pegar todos de surpresa; menos a governadora Vilma de Faria. Na realidade, a pretensão maior do Deputado Henrique Alves, entendo, é mostrar para a comandante do PSB no RN, Vilma de Faria, que o processo sucessório deve (talvez obrigatoriamente) passar por sua mesa de trabalho, principalmente por ser ele, hoje, é certo, a maior líderança do PMDB potiguar, além de comandar a maior bancada da Câmara Federal.
.
Assim, é flagrante que o poder de barganha do Deputado Henrique Alves é, de longe, superior ao que dispõe hoje a governadora Vilma de Faria, prestes a deixar o comando do Estado. Eis ai, provavelmente, uma das razões para os deputados João Maia e Robson Faria (PR e PMN, respectivamente) terem deixado, meio que de lado, a liderança da governadora Vilma de Faria dentro do processo sucessório.
.
.
CURTINHAS
.
- No evento para o lançamento "oficial" do início das obras do complexo Abolição, ontem, a governadora mandou um torpedo com endereço certo: "ministra Dilma, quem manda no meu governo sou eu e é exatamente por isso que não tenho ninguém por trás de mim para decidir.
.
- Chamou-me atenção a desenvoltura do deputado Henrique Alves na solenidade de lançamento complexo abolição: primeiro por não ter usado da palavra (o que causaria uma ciumeira danada noutros parlamentares que adoram um microfone) e, segundo pela paciência demonstrada com o grande número de rápidos contatos, principamente de prefeitos e vereadores, parecendo mais um verdadeiro assédio. A sua proximidade com o presidente Lula e, certamente, o livre trânsito que detém nos poderes Executivo e Legislativo são as motivações que justificam tal fato.
.
- Pude obeservar uma pequena diferença entre os discursos do Ministro Alfredo Nascimento e da Ministra Dilma: enquanto esta denominava de investimentos os valores destinados às obras, aquele fazia refeência a gastos...
.
- Mesmo ausente, o presidente Lula foi um dos nomes mais citados pelos que usaram da palavra. Isso mostra que esta será uma moeda forte para as eleições do ano que vem.
.
- Se até ontem alguém tinha alguma dúvida quanto a vontade de Iberê em disputar a reeleição nas eleições do ano, hoje não tem mais.
.
- Merece aplauso a postura dos profissionais da imprensa mossoroense na entrevista coletiva da Ministra Dilma.
.
- Ontem, uma figura com penetração na hoste da Prefeitura de Mossoró, abordou-me e, de bate-pronto, indagou-me se eu aceitaria receber um vasto material da Adminstração acerca da continuidade do nepotismo...
.
.
.
.

Nenhum comentário: