04 agosto 2009

- DENÚNCIAS CONTRA SARNEY PODERÃO IR PARA O ARQUIVO MORTO.

Leio no blog do antenado Josias de Souza que as denúncias contra José Sarney serão mandadas ao arquivo.

Reúne-se nesta quarta (5) o Conselho de (a)Ética do Senado.
Na pauta, 11 representações e denúncias contra José Sarney.
A 24 horas do início da partida, o jogo do conselho está jogado.
.
Os lances estão programados para acontecer assim:

1. Escalado por Renan Calheiros para presidir o colegiado que deveria zelar pela ética, Paulo Duque (PMDB-RJ) empurrará a encrenca com a barriga.

2. Informará ao conselho que, de acordo com o regimento do Senado, dispõe de cinco dias para analisar as representações.

3. Na noite desta segunda (3), Sarney disse a um interlocutor, em privado, que nada será decidido antes da próxima segunda (10).

4. Vencido o prazo, Duque revelará ao conselho e ao país a decisão que Renan e Sarney já tomaram por ele: as acusações serão enviadas ao arquivo.

5. A manobra tem amparo no regimento. O presidente do conselho tem poderes para arquivar denúncias ineptas sem ouvir o plenário.

6. Duque não deve nem mesmo oficiar Sarney para a apresentação de defesa. Dirá que as acusações são ineptas. E ponto.

7. Farejando o cheiro de queimado, a oposição já preparou o contra-ataque. Reza o regimento que as decisões do presidente são passíveis de recurso.

8. Com as assinaturas de cinco dos 15 integrantes do Conselho de Ética, pode-se exigir que a decisão de Paulo Duque seja levada a voto.

9. José Agripino Maia já dispõe de requerimento subscrito por cinco conselheiros –dois tucanos e três ‘demos’.

10. Sarney e Renan estimam que, submetido a voto, o arquivamento a ser proposto por Duque prevalecerá por dez a cinco.

11. O regimento faculta à oposição novo recurso, dessa vez ao plenário do Senado.

12. Esboçada antes do recesso, a tática do grupo de Sarney foi reiterada em reunião realizada na noite do último domingo (2).

13. Deu-se numa reunião na casa do próprio Sarney. Participaram, além do anfitrião, Renan Calheiros, Gim Argello e o ministro Edison Lobão (Minas e Energia).

14. Participou da conversa também o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.

15. Acionado por Sarney, Kakay analisara a fundamentação das acusações feitas contra o presidente do Senado.

16. O advogado informou a Sarney e Cia. que, do ponto de vista estritamente jurídico, as representações levadas ao Conselho de Ética têm peso zero.

17. Na noite desta segunda (3), Kakay voltou à casa de Sarney. Saiu de lá convencido de que não terá de redigir memoriais nem fazer a defesa oral do cliente.

18. De resto, Kakay encontrou um Sarney animado para o embate. Nada fazia crer que flertasse com a renúncia.

19. Antes, em diálogos privados que mantivera com milicianos de sua tropa de choque, Sarney já havia se apresentado de lanças em punho.

20. Sarney animara-se com a refrega que eletrificara o plenário do Senado na sessão vespertina.

21. Refugiado em seu gabinete, acompanhara pela TV a refrega entre Renan Calheiros, Fernando Collor e Pedro Simon.

22. Para Sarney, Collor e Renan lograram levar às cordas o desafeto Simon. Planeja-se fazer o mesmo com todos os que se aventurarem a pedir a sua renúncia.

23. Nesta terça (4), deve subir à tribuna o líder tucano Arthur Virgílio. No dizer de Renan, trata-se de um “réu confesso”.

24. O PMDB arma contra Virgílio uma representação no Conselho de Ética. O tucano identifica no gesto uma “chantagem”. Diz que não vai calar.

25. Até que as acusações contra Sarney cheguem ao plenário, a rotina do Senado deve se resumir a isso: discursos de ataque e apartes de defesa.

26. Em meio à anormalidade, a bancada governista tentará retomar a normalidade das votações.
.
.
.

CURTINHAS
.
MONTE CASTELO - A letra, do genial Renato Russo, é uma adaptação do Soneto 11 de Luís Vaz de Camões (1524-1580), poeta português renascentista que também escreveu "Os Lusíadas". No entanto, boa parte da letra vem do Coríntios 13 da Bíblia. Quanto ao significado do título especificamente (MONTE CASTELO), não há qualquer pertinência direta com o conteúdo, salvo se visto num contexto geral em relação às obras camonianas.
.
BLOG TOP - O nível (qualitativo e quantitativo) das postagens do blog do jornalista Carlos Santos retratando com altíssima fidelidade os meandros da política tupiniquin, nos deixa com o ego nas alturas, notadamente quando vemos as intervenções de internautas de outros estados brasileiros e até de outros países. O velho (experiente) Carlos Santos sabe das coisas.
.
FEIRA - A do livro, que está acontecendo na nossa velha e bravia Mossoró, merece todo o apoio possível. Evento já consolidado, dispensa maiores comentários. Na realidade o comentário mais adequado para a Feira do Livro de Mossoró, com todo o respeito a outros já levados a efeito, você precisa visitar.
.
ELEIÇÕES NO TAPETÃO - Leio hoje no blog do antenado Carlos Santos que "os bastidores da Justiça em Patu, Governador Dix-sept Rosado e Caraúbas estão fervendo. Rescaldo ainda da campanha 2008. Algumas novidades devem pipocar nas próximas semanas sobre esses municípios. Mesmo que eu estranhe, por exemplo, o silêncio sepulcral quanto a demandas eleitorais em Caraúbas."
.
TELEVISÃO EDUCATIVA - O blog do tio colorau, posta um comentário impecável acerca da origem da vedação à veiculação de comerciais em canais de televisão de cunho educativo, em sua grade de programação.
.
AMARELINHOS - A importância do trabalho dos agentes de trânsito do município de Mossoró, vulgarmente cognominados de "amarelinhos", somente será aferida plenamente quando entrar o mês de agosto...
.
.
.
.

Nenhum comentário: