13 agosto 2009

- CRISE NO SENADO: OPOSIÇÃO ACORDA PARA O "FICO" DE SARNEY.

.
.
Não tem jeito, mesmo. A pizza já está encomendada. Sim, porque mesmo negando a existência de um acordo com a tropa de choque comandada por Renan, a oposição, embora negue, já deixa transparecer que Sarney deverá permanecer no cargo. Decepção. É exatamente este o sentimento que manifesta-se em face do do provável desfecho que poderá ser dado ao nebulo cenário lá pras bandas do Senado. E tem mais: para acabar de completar o angú, ontem, os senadores Sérgio Guerra (PSDB_PE) e José Agripino (DEM-RN), embora negando a existência de uma espécie de pacto, como garantia de permanência da "mumia" José Sarney, na presidência da Casa, foram traídos pela realidade dos fatos.
.
Como perguntar não ofende e como sou sabedor de que não terei resposta alguma, indago:
1. se a oposição conta com cinco (5) votos Conselho de Ética (3 Democratas 2 Tucanos), não obstante 3 petistas admitam acompanhá-la, não deveria, em face da crise, serem contrários à "múmia" José Sarney, sob qualquer hipótese?
2. porque não utilizam todos os recursos disponíveis para levar o crápula José Sarney a um julgamento do Órgão soberano da Casa, o Plenário?
.
Explicando o "acordo": como o Senador Artur Virgílio foi pego com a boca na botija, inclusive na condição de réu confesso, a tropa de choque comandada por Renan livra Artur Virgílio e, em compensação (se é que podemos chama de compensação uma canalhice dessa estirpe), a oposição deixa Sarney na presidência.
.
Fustigado pela imprensa, o Senador José Agripino negou a existência do tal acordo; idem para Sérgio guerra. No fundo, no fundo, ambos sabem (e eu também, que não sou cego nem burro) que são remotíssimas as possibilidades de defenestrarem a "múmia" do Sarney da cadeira de presidente.
.
Uma última perguntinha: por quê o suplente de suplente Paulo Duque (PMDB-RJ), depois de engavetar todas as representações contra Sarney, engavetou, também, a representação do PMDB contra o Senador Artur Virgílio, mesmo na condição de réu confesso?
.
Pra resumir a história: assim como fazem de conta (eles) que existe a obrigatoriedade de uma postura ética no Senado... idem para o Conselho de Ética.
.
.
CURTINHAS
.
- Hoje, a partir das 19h00, como participante, entro para o Cursilho realizado pela Diocese de Santa Luzia, que será concluído no próximo domingo, às 19h00, com missa na capela do Seminário de Santa Terezinha.
.
- Na última terça feira, às 20h00, tive o prazer de assistir a uma entrevista dada pelo jornalista, escritor e intelectual Franklin Jorge, levada ao ar pela TV União de Natal (canal 40 na TCM). Demonstrando ser (como verdadeiramente o é) um profundo conhecedor da história do jornalismo brasileiro, falou do início de sua carreira, lá no Rio de Janeiro, até chegar aos dias atuais, quando destacou a sua atual morada, no caso a nossa bravia Mossoró. Embora tenha falado sobre diversos assuntos (a maioria umbilicalmente vinculados à intelectualidade), destaco, sem qualquer aprofundamento, dois: o primeiro que refere-se aos trabalhos intelectuais de sua lavra, já publicados e; o segundo quando fez uma análise (embora breve) das Academias de Letra na atualidade e, em especial a Academia Norteriograndense de Letras. Eu diria que o jornalista Franklin Jorge, face ao seu potencial, é subutilizado.
.
- Os frequentadores do Café Bagdad, no Shopping Liberdade (inclsive eu) foram agraciados com a disponibilização do sistema HI-FI (internet sem fio) pelos proprietários daquele empreendimento, Leó e Sueli. Ontem, o sempre alerta Fernando Ray-o-vac, insistia em pilotar uma máquina de última geração (notebook) mas, sem qualquer explicação o mouse deixou de funcionar e, como não existe mordomo lá, o culpado segundo ele, foi Leó. Pode?
.
.
.
.

Nenhum comentário: