25 julho 2009

- UM PAÍS EM GREVE

.
Você sabe quantas greves foram levadas a efeito no Brasil, no ano passado? Não?
.
O País teve em 2008 um total de 411 greves nos setores público e privado, o maior número registrado desde 2004. É exatamente o que mostra um estudo divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Em 2004, os trabalhadores de empresas privadas fizeram 114 greves, número que em 2008 saltou para 224. No setor público, o número de paralisações manteve-se praticamente estável, de 185 em 2004 para 184 em 2008. A maioria das greves (42%) foi encerrada no mesmo dia em que começou.

O crescimento na freqüência das greves no ano está ligado ao forte crescimento econômico registrado até o terceiro semestre de 2008. Para especialistas no assunto e vinculados ao DIEESE, "O crescimento econômico proporciona um contexto favorável para que os trabalhadores ampliem conquistas e peçam melhora da remuneração e das condições de trabalho".

O estudo mostra ainda que greves no setor público e privado fizeram com que trabalhadores deixassem de cumprir 24,6 mil horas de trabalho em 2008. A maioria das horas de trabalho foi perdida na esfera pública (17,4 mil horas ou 70,8% do total). Na área privada, foram descumpridas 6,9 mil horas ou 28,3% do total. Em greves feitas em conjunto entre os dois setores, deixou-se de trabalhar 232 horas (0,9% do total).

A principal reivindicação dos grevistas em 2008 foi o reajuste salarial, estopim de 50% das greves no setor público e de 43,8% na iniciativa privada. Na esfera pública, causaram paralisações ainda os movimentos por planos de cargos e salários (36,4%), condições de trabalho (20,7%) e contratações (17,4%). Na área privada, os motivos foram pedidos de auxílio-alimentação (30,8%), de participação nos lucros da empresa (23,7%) e contra o atraso nos salários (15,6%).
Fonte: agência estado
.
.

Nenhum comentário: