28 julho 2009

- ROBERTO GUEDES: UM PROFISSIONAL DE ESCOL.

.
Por decisão do empresário Haroldo Azevedo, “dono” da Rádio FM Cidade, em Natal, Roberto Guedes, jornalista de escol, teve o seu programa retirado do ar por 15 dias. Motivo: uma entrevista concedida pelo empresário da construção civil, Jussier Santos. Na realidade, não sendo uma voz isolada, o empresário/entrevistado, com propriedade, se soma a tantos outros que reclamam de inúmeras irregularidades na organização da copa do mundo de 2014, em Natal, enquanto sub-sede do certame.
Setores do governo local estariam favorecendo a filha de Ricardo Teixeira (uma espécie de “dono” da CBF), na contratação de um escritório estrangeiro, sem licitação, que elaborou a proposta de Natal para sediar os jogos do referido certame mundial. Uma grande jogada imobiliária. É exatamente esta a visão externada por Haroldo Azevêdo, uma vez que está envolvido o terreno onde hoje abriga o Centro Administrativo do Governo do RN.
Nem nos duros tempos da ditadura se viu uma “censura” tão imoral. Qual a culpa do jornalista Roberto Guedes no episódio? Nenhuma, lógico. Ao contrário, o nível do programa é que mantém a credibilidade daquele veículo de comunicação. Isto é fato. Aliás, se a emissora (cuja concessão encontra-se atualmente sob os cuidados do empresário Haroldo Azevedo), tem restrições a determinadas pessoas e/ou assuntos, que faça uma comunicação prévia sobre quem e/ou o que pode ser divulgado. Isso é ilusão. Pelo nível do jornalismo praticado por Roberto Guedes, tenho certeza que ele jamais aceitaria algo desse tipo.
.
O jornalista Roberto Guedes, principalmente por sua prática, merece respeito.
.
www.twitter.com/herbertmota
.

Um comentário:

Ramirez disse...

Concordo em número, gênero e grau com o colega.
Se possuímos pessoas habilitadas e com profissionalismo para exercer tal mister, por que contratar estrangeiro?
Devemos sempre valorizar a prata da casa.
Att.