13 dezembro 2008

- LUIZ GONZAGA: O ETERNO REI DO BAIÃO...



Luíz Gonzaga - O eterno rei do Baião.



“Se a gente lembra só por lembrar, do amor que a gente um dia perdeu, saudade inté que assim é bom. , pro cabra se convencer que é feliz sem saber, pois nao sofreu..”
.
.....Com o pequeno trecho de "Que nem giló", uma das mais belas músicas do velho e saudoso "São" Luis Gonzaga," relembro que hoje (13/12) o nosso nome maior da musicalidade nordestina, estaria completando 96 anos entre nós.
.
Parafraseando o seu afilhado Dominguinhos: a saudade continua grande...

.
.

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro doutor/musicalista Herbert: com todo o respeito aos demais artistas brasileiros, nunca, na história deste país, houve um CANTOR, na essência da palavra, que cantasse, acompanhado apenas de um zabumba e triângulo, tocando a sua sanfona, a saga de um povo sofrido e feliz, como nós nordestinos. Tenho orgulho em ter nascido no dia do aniversário do querido "velho" Lula Gonzaga. E ratifico Dominguinhos: "a saudade continua grande..." Togo Ferrário