13 outubro 2008

- SINALIZAÇÃO INEFICAZ.

.
.
.
Foto: Luciano Lelis
..
Indiscutivelmente, dia a dia, o trânsito de Mossoró, a exemplo da quase totalidade das médias e grandes cidades brasileiras, fica mais caótico. Não bastasse o número de novos veículos exageradamente crescente, paralelamente a tal fato, a quantidade de novos (e velhos) motoristas despreparados tem igualmente crescido. Eu diria que, na melhor das hipóteses, trata-se de uma verdadeira inchação descomunal. Sim, porque o que existe de irresponsáveis conduzindo veículos e transformando-os em verdadeiras "máquinas mortíferas", é algo simplesmente indescritível.
.
Não raro, principalmente em cruzamentos semaforizados, flagro verdadeiros imbecis de carteirinha (não encontro outro adjetivo) fazendo conversão à esquerda, mesmo existindo uma enorme placa avisando-os da proibição. Me pego, confesso, tomado por uma espécie de impotência momentânea; irrito-me; contenho-me. Nestas situações, o máximo que posso fazer é tão somente fixar o olhar no crápula e direcionar-lhe uma negativação ao desrespeito levado a efeito.
.
Que dizer, por exemplo, da disseminação indiscriminada de motocicletas? Mossoró detém atualmente a condição de cidade com o maior número de motocicletas por habitante. Em contrapartida, reserva para si o primeiro lugar em acidentes envolvendo esse tipo de transporte, decorrente principalmente do palmar despreparo dos condutores.
.
Que moral pode ter um pai que desrespeita as lei do trânsito na presença de seus filhos? Nenhuma! Que moral pode cobrar de seu filho um pai que utiliza-se freqüentemente da famosa "lei do Gerson" (o importante é levar vantagem em tudo) ? É lógico que nenhuma.
.
Na realidade, esta minha indignação não é um fato isolado. Não! Inúmeras são as pessoas que vez por outra, estão a comentar sobre o assunto. Aliás, a caótica situação do trânsito na nossa cidade, não abrigo a mínima dúvida, é do total conhecimento das autoridades. Sim, porque elas certamente também trafegam pelas nossas ruas.
.
A situação não pode e não deve ser tratada com meras doses de pragmatismo. Eis porque não tenho, infelizmente, esperanças de ver o problema amenizado a curto ou médio prazo, ao menos na nossa velha e bravia Mossoro..

..

Comente esta matéria.

3 comentários:

André Henrique de Souza Neto disse...

Caro Herbert, bom dia!

Concordo com você em gênero, número e grau. O trânsito da nossa cidade é caótico e cruel. O desrespeito é flagrante e cínico em todas as situações.
Como pode um pai ou uma mãe, parar o seu veículo em cima da faixa de pedestres, fente ao portão da escola do rebento e, na maior desfaçatez, descer do carro, abrir o porta-malas, abrir a porta do carro, esperar o desembarque desassossegado da criança e levá-la até o portão? Enquanto isto, os "otários" aguardam calmamente (ou não). Neste ínterim, o PM do Trânsito, parou sua "possante" na esquina (dentro da faixa de rolagem, obrigando quem chega a desviar) e está "controlando" o acesso a mais de 50 metros do desembarque.
É uma vergonha!

Marcos Batista disse...

Gostaria de deixar o meu protesto em relação a morosidade que está havendo nos trabalhos na BR 304 (proximidades do Oba Restaurante), pois aquela obra está se desenvolvendo a passo de tartaruga e está dificultando a vida dos motoristas que trafegam por aquele setor...

Anônimo disse...

Caro patrulheiro do transito/musicista/advogado Herbert: uma colega sua da última profissão por mim epigrafada no início deste comentário, quis me ensinar que calçada é pública. Muito antes dela, meus pais já me ensinaram isto. O interessante é que ela, que se queixa de ter estudado direito, acho que ela estudou errado, não ministra esse ensinamento aos familiares pois, a calçada dos pais dela, é um verdadeiro estacionamento de veículos, como mostrarei em um e-mail que lhe remeterei posteriomente. Tenho o mesmo comprotamento que voce em relação ao trânsito(???) de Mossoró. Fico indignado com as barberagens que muitos "motoristas" cometem pelas ruas da cidade. Os motoqueiros então, não respeitam as leis ou sinalização, creio que a maioria não as conhece. Se desligar a buzina das motos deles, com certeza ele não saem do canto, porque só sabem "dirigir" buzinando. O "trânsito" de Mossoró, na minha modesta opinião, á igual a estopa: não tem lado nem avesso. É de quem chegar primeiro. Quanto ao comentário a meu respeito, agradeço-lhe por toda deferência, embora contenha algum exagero, amigo. Um BEATLE abraço. Togo Ferrário.