14 agosto 2007

- "GUITARRAS DO NORDESTE" EM MOSSORÓ.


Uma verdadeira aula sobre guitarra...

A versão mossoroense do Guitarras do Nordeste, que começou em Natal e já ganhou forças noutros lugares, tem data marcada. Será na próxima quarta-feira, dia 22, quando o guitarrista e trumpetista Jubileu Filho, ao lado de Kaká (ambos de Natal), irão promover um workshop e farão um show instrumental. O local será no auditório da Estação das Artes, que foi cedido pela Prefeitura de Mossoró especialmente para o evento. O workshop vai começar às 16h e o show será às 20h, com participação do guitarrista mossoroense Alison Cavalcanti (foto) e sua banda Brazuka Jazz. O ingresso custa R$ 10 para os dois eventos. Maiores informações pelo telefone 8819-9047 e 8821-0000.
O projeto acontece mensalmente em Natal e já foi realizado em outros lugares, como João Pessoa, na Paraíba. Consiste em uma série de workshops com o objetivo de dar oportunidade aos músicos e amantes da música dos instrumentos, e fazer intercâmbio com artistas de outros locais.
A oficina será ministrada pelo guitarrista e trompetista potiguar Jubileu Filho, um dos mais respeitados músicos nordestinos e por Kaká, seu companheiro no evento. À noite, haverá a apresentação dos instrumentistas, acompanhados por alguns nomes que compõem a banda natalense Perfurme de Gardênia.
Poderão participar todos os músicos, sejam iniciantes ou não, ou ainda que gostem a música instrumental contemporânea.
Na Paraíba, passaram pelas oficinas os músicos: Luciano Magno, Fred Andrade, Sérgio Groove, Junior Primata e Ebel Perreli. Em Mossoró, além de Jubileu e Kaká, o guitarrista Alison Cavalcante fará uma apresentação à noite, acompanhado de sua banda, o Brazuka Jazz.
Jubileu Filho é natural de Currais Novos (RN). É compositor, guitarrista, trompetista, arranjador e produtor musical. Ele já se apresentou com grandes nomes da música brasileira, a exemplo de Elino Julião, Lenine, Elba Ramalho, Dominguinhos e outros. Começou sua carreira aos sete anos de idade na banda de música da sua cidade. Hoje, depois de anos de estudo de cavaquinho, violão e guitarra, é o responsável pela produção e arranjos do Perfume de Gardênia, banda no estilo cubano e caribenho.
A banda Brazuka Jazz, formada em março do ano passado, tem uma proposta de tocar o jazz moderno e ao mesmo tempo enfatizar as variações sofridas pelo estilo, ganhando versões latinas. Assim aconteceu com a bossa-nova, por exemplo. A banda, que se limitava a fazer pequenas apresentações no Chap Chap, quando o bar para intelectuais estava aberto, sente a falta de locais para tocar. Mas, apareceu a oportunidade para mostrar músicas de João Donato, Hermeto Pascoal, Miles Davis, Tom Jobim, entre outros, ao lado do já conhecido saxofonista mossoroense Christian Pinheiro há poucas semanas. Segundo Alison, guitarrista do grupo, a banda vai destacar mais sons internacionais. O grupo é formado por Gustavo Almeida (bateria), Alex Magno (baixo) e Beto Luiz (teclados). Para quem freqüenta a noite mossoroense, alguns músicos já são bem conhecidos do mossoroense, como o caso de Beto e do próprio Alison. (Fonte: defato.com)
.
.
A FRASE DA SEMANA
.
"PARA OCUPAR CARGO DE MINISTRO NO ATUAL GOVERNO, DOIS DOCUMENTOS DEVERIAM SER INDISPENSÁVEIS: CURRÍCULO E FOLHA CORRIDA."
.
.
MOTORISTA ADVOGADO
.
Um advogado foi surpreendido dirigindo emalta velocidade. O guarda chegou para ele e disse:
Por favor, posso ver sua habilitação?
Não tenho, ela foi caçada na última blitz por eu ter estourado os pontos permitidos.
Você não temhabilitação? Então me deixe ver o documento depropriedade do veículo.
Não o tenho, o carroé roubado.
Como é? O carro é roubado?
Aliás, pensando melhor, quando fui guardar a arma no porta-luvas, lembro-me de ter visto uma pasta e eu que acredito quelá estejam os documentos do carro.
Você tem uma arma em seu porta-luvas?
Claro, meu amigo. Tive que matar adona do carro e jogar o corpo no porta-malas.
O guarda ficadesesperado e diz: aguarde um minuto, por favor.
O policial chamou o Capitão pelo rádio e relatou todos osdetalhes.
O Capitão enviou vários policiais ao local, que cercaram o carro e, com suas armas em punho, exigiram que o advogado descesse do carro.
Nessa hora, chega o Capitão e diz aoadvogado:Posso ver sua habilitação?
Claro, aqui está, diz o advogado, entregando-a ao Capitão.
O veículo é seu?
Sim, Senhor. Aqui estão os documentos.
Por gentileza, abra seu porta-luvas lentamente.
O advogado abriu o porta-luvas, que estava vazio.
O capitão então pediu que ele abrisse o porta-malas do veículo, no que também foi prontamente atendido.
O Capitão, indignado, disse: Eu não entendo, o guarda que o abordou disse que o senhor não tinha habilitação, que o carro era roubado, que o senhor estava armado e que havia um corpo no seu porta-malas...
O advogado responde com cara de espanto: Olha que mentiroso! Apostoque ele disse também que eu estava trafegando em excesso de velocidade.
(Enviada por Kabi - www.azougue.com)

Nenhum comentário: