27 julho 2007

- QUANTO VALE CEM REAIS?

Você sabe a diferença entre POUPAR CEM REAIS e DEVER CEM REAIS, por um mesmo lapso de tempo.

Se um correntista tivesse depositado R$ 100,00 (Cem Reais) na poupança em qualquer banco, no dia 1º de julho de 1994 (data de lançamento do real), teria hoje na conta a FANTÁSTICA QUANTIA de R$ 374,00 (Trezentos Setenta e Quatro Reais).
Se esse mesmo correntista tivesse sacado R$ 100,00 (Cem Reais) no Cheque Especial, na mesma data, teria hoje uma pequena dívida de R$ 139.259,00 (Cento e Trinta e Nove Mil e Duzentos Cinqüenta e Nove Reais), no mesmo banco.
Ou seja: com R$ 100,00 do Cheque Especial, ele ficaria devendo 9 Carros Populares, e com o da poupança, conseguiria comprar apenas 3 pneus.
Não é à toa que o Bradesco teve quase: R$ 2.000.000.000,00 (Dois Bilhões de Reais) de lucro liquido somente no 1º semestre, seguido de perto do Itaú.
Dá para comprar um outro banco por semestre!
E os Juros Exorbitantes dos cartões de crédito?
VISA cobra 10,40 % ao Mês CREDICARD cobra 11,40 % ao Mês.
Em contrapartida a POUPANÇA oferece 0,62 % ao Mês.
O presidente mandou você tirar a bunda da cadeira, lembra?????!!!!!
Detalhe: O Mantega apresentou uma proposta ao Congresso, querendo mais 04 (quatro) anos de prorrogação para a cobrança da CPMF (contribuição PROVISÕRIA sobre movimentação financeira).
Coisas de Brasil?! Sim, mas até quando??

Um comentário:

Togo Ferrario disse...

Até o dia Herbert em que nós (povo, eleitores), apredermos a votar, ou então, seguir as orientações do grande roqueiro Raul Seixas quando gravou "No dia em que a terra parou": "Naquele dia, (dia das eleições - grifo meu) ninguem saiu de casa (para votar - também grifo meu), como se fora combinado". E aí meu caro amigo, talves, os políticos parassem para pensar: "Onde foi que nós (eles) erramos?"