21 dezembro 2006

-A PAUTA DO POVO E A PAUTA DO PARLAMENTO

A PAUTA DO POVO E A PAUTA DO PARLAMENTO
Como é vergonhoso, ao menos nesse instante, ver o Congresso Nacional, depois de um ano com tantas falcatruas a ele vinculadas, fechar o período legislativo com tão deprimente matéria em pauta: auto reajuste para seus vencimentos. Embora não seja algo inusitado, no entanto, somente agora, é certo, o povo acorda de uma espécie de "transe eleitoral" e nos direciona a repensar uma questão que merece grande destaque: qual é a pauta que deve prevalecer no âmbito das Casas Legislativas, a pauta do povo ou a pauta do Parlamento? Sim, porquê a pauta do povo pode até ser a pauta do congresso mas esta jamais será aquela. E é muito simples para se discernir uma da outra. Enquanto a pauta do povo está umbilicalmente vinculada às questões da saúde, educação, saneamento básico, etc.; já a pauta do Congresso, via de regra, trata de questões onde o interesse maior gira sempre em torno de interesses individuais e ou coletivos dos próprios parlamentares, isso de forma direta ou indireta. Interesse direto, por exemplo, é o auto reajuste dos seus próprios rendimentos, sempre aprovados na base do vapt-vupt; já o indireto, é exatamente aquele em que o beneficiado é um ou vários apaniguados de um parlamentar ou de um grupo de parlamentares, como é o caso do ocupante de cargo do primeiro, segundo ou terceiro escalão. Lembram o caso da corrupção nos Correios, envolvendo o PTB do ex-deputado Roberto Jefferson? Fato é que, enquanto os nossos ilustres parlamentares (leia-se deputados federais, senadores, deputados estaduais e vereadores), não adotarem como prioridade a pauta do povo, vamos ter sempre como notícias, principalmente nos telejornais, fatos vergonhosos decorrentes sempre da prevalência da pauta deles em detrimento da pauta do povo. (Herbert Mota)
NOTA: Se você achou interessante esta postagem, deixe o seu comentário.
Obrigado por acessar este blog.

Nenhum comentário: