14 novembro 2006

--BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS PODERÃO SER DESVINCULADOS DO SALÁRIO MÍNIMO

Parece que os pobres (classes "D" e "E") vão começar a devolver o que receberam nos últimos quatro anos, principalmente no que pertine aos aumentos reais do salário mínimo. É que duas matérias bastante polêmica serão levadas à apreciação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Uma trata da desvinculação do salário mínimo dos benefícios previdenciários; a outra trata da criação do piso mínimo da Previdência Social. Aliás, sobre a reforma da previdência, sempre alardeada aos quatro cantos nos últimos doze anos, no governo do presidente Lula, não por acaso, sempre esteve fora dos estudos técnicos, e por uma razão muito simples: por absoluta falta de consenso quanto a sua viabilidade relativamente à aceitação do governo. As matérias estão sendo apreciadas somente agora pelo presidente Lula, porque os argumentos das pastas da Fazenda e do Planejamento, conjuntamente, foram convincentes. Ao que parece, a priori, é que o salário mínimo já foi até onde podia ir. Agora, vamos começar a ver a concessão de aumentos diferenciados para as diversas categorias assalariadas. No mais, é torcer para que os aposentados e pensionistas não venham a ser "contemplados" com uma espécie de "vale previdência" em substituição aos benefícios.
TRISTE EXEMPLO
Noticiado por todos os setores da imprensa brasileira, que a dublê de cantora, uma tal Tati Quebra-Barraco, foi detida segunda de madrugada por dirigir sem habilitação. Na delegacia, embora o seu carro tenha ficado apreendido, ela assinou um Termo de Ajuste de Conduta e se comprometeu a não mais dirigir sem habilitação, e, em seguida, foi liberada. Em agosto transposto, ela já havia sido presa em flagrante portando um cigarrinho de maconha. Houve a chamada transação penal e ela deveria assistir palestras contra drogas e realizar trabalhos comunitários com meninos de rua. No episódio de segunda-feira, ela chegou a insinuar que estava sendo vítima de perseguição por ser negra e favelada. Puro jogo de cena. Babaquice, mesmo! Como justificar o poder aquisitivo direcionado para bens de consumo duráveis e drogas, deixando de lado obrigações legais, como tirar a sua Carteira de Habilitação? Sem comentários.

Nenhum comentário: