07 maio 2012

NOTÍCIAS DA CAPITAL.



A CRISE DE ROSALBA E CARLOS AUGUSTO.
(Roberto Guedes - jornalista  e articulista do portal nominuto.com - aqui)

Reforma 
A governadora Rosalba Ciarlini deverá anunciar nesta segunda-feira, 7, hoje, para os próximos dias, a imposição de uma reforma a seu secretariado, tendo e vista análises feitas sobre a crise enfrentada por seu governo durante a reunião que seu conselho político fez na semana passada, em Brasília, ausente apenas o deputado federal João Maia, presidente do diretório potiguar do PR. 
Escolhidos 
Segundo constava na noite deste domingo, 6, ontem, nas redes sociais, dois nomes já estariam definidos para ingressar no primeiro escalão do governo Rosalba Ciarlini. O agropecuarista e ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, marido e principal conselheiro de Rosalba, assumiria a Casa Civil, cujo titular, advogado Anselmo Carvalho, da confiança absoluta da Governadora, seria destinado a uma posição mais técnica e administrativa do que política. Enquanto isto, o jornalista Ewerton Freitas, editor de Política do matutino impresso "Novo Jornal" e ex-braço direito do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, assumiria a pasta das Comunicações, sucedendo ao colega Alexandre Mulatinho. No Twitter constava que até Mulatinho havia confirmado estas nomeações. 
Fico 
Nomeado pelo noticiário político e colunismo social para reassumir a secretaria de Comunicação do governo do Estado, o jornalista Rubens Lemos Filho tratou logo de cortar o mal pela raiz. Assim que soube que especulavam em torno de seu nome, mandou avisar que está muito bem e quer continuar em outro poder. Rubinho é o principal colaborador do deputado estadual Ricardo Motta (PMN), integrante do conselho político da governadora Rosalba Ciarlini, como diretor da Assembléia Legislativa. 
Compromisso 
Indicado em diversas frentes do noticiário natalense como um dos três indicados para sucederem ao colega Alexandre Mulatinho na secretaria estadual de Comunicação Social, ao lado dos também colegas Hewerton Freitas e Rubens Lemos Filho, o jornalista Albimar Furtado nem se manifestou, de tão ocupado por novo desafio. Ele assumiu há poucas semanas a assessoria de imprensa da Federação das Indústrias (Fiern). Há alguns meses, quando o apontaram para o mesmo cargo, ele tratou de avisar que não estava disponível. 
Turismo ou Tribunal 
Condenado a deixar a pasta do Planejamento sem que nenhuma fonte de informação explicasse esta determinação, o engenheiro Obery Rodrigues Júnior estaria numa encruzilhada em função da reforma que a governadora Rosalba Ciarlini teria decidido impor estes dias a seu estafe. Umas fontes o mencionavam como sucessor do psiquiatra e ex-deputado estadual Alcimar Torquato, novo presidente da Junta Comercial (Jucern), no Tribunal de Contas do Estado. Outras lhe apontavam outra secretaria. A mais forte a esperá-lo seria a de Turismo, vaga há quase um mês com a exoneração do seu colega Ramzi Elali. 
Não vem 
Muito mencionado em Natal e arredores, na semana passada, como presença garantida na nova equipe da governadora Rosalba Ciarlini, que lhe entregaria qualquer pasta mas gostaria principalmente de confiar-lhe a do Planejamento, o engenheiro Jaime Mariz de Faria negou na noite deste sábado, 5, anteontem, em Natal, que estivesse migrando do estafe do ministro da Previdência, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), em Brasília, para se incorporar ao governo potiguar. Parentes de Jaiminho repetiram esta informação em sua terra natal, Caicó, enquanto Garibaldi Filho, integrante do conselho político de Rosalba, negava que a cessão do passe do auxiliar tivesse sido discutida com ele. 
Coringa 
Duas explicações de Brasília sugerem a dificuldade que se opõe à vinda do engenheiro Jaime Mariz para integrar o novo secretariado pretendido pela governadora Rosalba Ciarlini. Por um lado, Jaiminho não gostaria de sair de um time que está vencendo, ao menos no plano político. Por outro, Garibaldi Filho não poderia cedê-lo quando enfrenta uma crise que pode levá-lo a perder dois ou pelo menos um auxiliar. Nesta hora, Jaiminho seria o trunfo do Senador para a Secretaria Geral do ministério ou para a presidência do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). 
Primo 
Ainda a propósito da pretendida atração do engenheiro Jaime Mariz de Faria para o secretariado da governadora Rosalba Ciarlini, chama atenção em Natal o fato de o principal proponente desta nomeação ser o deputado federal Henrique Eduardo Alves, presidente regional do PMDB e líder da agremiação em sua casa congressual. Primo e apoiador do senador Garibaldi Alves Filho, Henrique Eduardo sabe que este não gostaria de abrir mão de Jaiminho no ministério da Previdência. 
Reforma ampla 
Desde que as primeiras informações sobre a nomeação do agropecuarista e ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado, marido da governadora Rosalba Ciarlini, como Chefe da Casa Civil do executivo potiguar, em meados da semana passada, muitas têm sido as dimensões da reforma administrativa a que a chefe do executivo gostaria de impor seu estafe. No sábado, prevalecia a de que ela resolvera aproveitar o ensejo para substituir o perfil de toda a equipe, visando emprestar-lhe maior empenho.
Twitteira 
A semana em que a necessidade de impor ao secretariado da governadora Rosalba Ciarlini um perfil capaz de sugerir que sua gestão começaria a sair do fundo do poço, ela se revelou twitteira para tentar reverter uma onda que no feriado da terça-feira, 1º, Dia do Trabalho, a colocou como uma das maiores referências nacionais. Trata-se da ofensiva #ForaGovernadoraRosalba. No final do dia, Rosalba postou mensagem contrapondo-se ao que via como ação orquestrada por adversários mossoroenses. Na sexta-feira, 4, um movimento defendendo Rosalba e outro pedindo seu afastamento do cargo voltaram a liderar os índices de rettwitagem no Brasil. Mais do que isto, colocaram a nova twitteira no topo mundial dos "trends". 
Pedindo o boné 
Mais por fora da política estadual do que umbigo de vedete, o advogado Anselmo Carvalho não gostou nada de ver o conselho político sugerir sua substituição, na chefia da Casa Civil, pelo marido e principal conselheiro da governadora Rosalba Ciarlini, o agropecuarista e ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado. Antes que a chefe o informasse a respeito, ele pediu exoneração, segundo constou no meio da semana passada em espaços da política potiguar. 
Saúde 
Considerada o "start" do processo que tende a levar a governadora Rosalba Ciarlini a impor esta semana um novo perfil à sua equipe, a exoneração do urologista Domício Arruda Câmara da secretaria estadual de Saúde, noticiada pelo "Jornal Nacional", da Rede Globo, antes que a chefe do executivo potiguar tivesse comunicado esta decisão a qualquer auxiliar institucional, abriu em Natal uma verdadeira bolsa de apostas sobre quem passará a ocupar a pasta, transformada em verdadeira sepultura de currículos brilhantes. O nome mais cotado no final da semana era o do cirurgião e infectologista Antonio Araújo, presidente da unidade natalense da rede de cooperativas de médicos Unimed e ex-diretor do hospital Gizelda Trigueiro. Ele teria sido indicado pelo senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), ministro da Previdência.
Pasta ruim 
A propósito da indicação do médico Antonio Araújo pelo ministro da Previdência, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), ao fazê-la o parlamentar se situou em situação paradoxal. Autor da indicação do engenheiro Ramzi Elali para a pasta do Turismo, antes da posse de Rosalba, ele se chateou tanto quando o afilhado deixou a pasta que se recusou a indicar-lhe um sucessor. Ao apontar Araújo, Garibaldi Filho deixou pensar que sua restrição era apenas à pasta do Turismo. 
Planejamento 
Desde a última quarta-feira, quando o nome do advogado e ex-deputado federal Augusto Carlos Garcia de Viveiros entrou na dança da reforma como forte candidato à secretaria estadual de Planejamento e Finanças, o que mais se pergunta em Natal é sobre quem o teria indicado à governadora Rosalba Ciarlini. Quando a então recém-eleita prefeita Micarla de Souza entregou pasta semelhante da prefeitura de Natal a Viveiros, o senador José Agripino Maia, presidente nacional do Dem, evitou subscrever a indicação. Procurou logo mostrar que se tratava de indicação personalíssima da burgomestra, e não do partido.
Dez fora 
Pensando bem, em dezesseis meses a governadora Rosalba Ciarlini já exonerou, topicamente, dez auxiliares que não mais integram sua equipe: Domício Arruda, da Saúde, Manoel Pereira, da Administração Robinson Faria, de Recursos Hídricos, Paulo de Tarso Fernandes, da Casa Civil, Thiago Cortez e Fabio Hollanda da secretaria de Justiça e Cidadania, Tatiana Mendes Cunha, da Consultoria Geral, Marcelo Toscano, da diretoria-geral do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), Saulo Carvalho, da presidência da Potiguar Distribuidora de Gás (Potigás) e Ramzi Elali, de Turismo. Outros foram apenas remanejados. É o caso de Jales, que migrou da pasta de Assuntos Agrários e Reforma Administrativa para a de Recursos Hídricos, e de Anselmo Carvalho, que sucedeu a Manoel Pereira na Administração e terminaria na Casa Civil. 
Sem chance 
O que mais se perguntam "experts" em gestão política no Rio Grande do Norte desde meados da semana passada, quando se começou a divulgar em Natal a necessidade de a governadora Rosalba Ciarlini impor uma reforma à sua equipe é o fato de ela não se lembrar do nome do advogado Esdras Alves para um papel de maior realce no seu estafe. Ocupante de uma das menos estruturadas pastas do organograma governamental, ele tem sido a salvação da lavoura para os aliados de Rosalba que se ressentem da falta de democracia em seu governo. 
Equívoco 
Amigos comuns à governadora Rosalba Ciarlini e ao psiquiatra e ex-deputado estadual Alcimar Torquato suspeitam de que ela perdeu uma ótima oportunidade para alojá-lo num bom lugar de seu mandato ao não lhe entregar a secretaria da Saúde assim que demitiu, pela televisão, o urologista Domício Arruda Câmara. Acham que ele prestaria mais serviços como secretário de Saúde do que como presidente da Junta Comercial, cargo que Rosalba lhe confiou no meio da semana passada.

Nenhum comentário: