15 agosto 2011

PMDB PLANEJA DAR UM 'SUSTO' EM DILMA ROUSSEFF.

.
Reunião na casa da múmia e presidente do Senado, José Sarney, discutiu possibilidade de constranger a presidente Dilma Rousseff, com a aprovação de uma CPI ou com derrota em votação importante. Esse é o velho PMDB de
.
A tal reunião deveu-se principalmente porque a cúpula do PMDB avaliou com irritação a prisão dos aliados do partido na operação da PF que investigou irregularidades no Ministério do Turismo.
.
Entendendo que a presidente Dilma precisa entender que "ela não governa sozinha", duas alternativas foram postas na mesa: a mais drástica é dar apoio à criação da CPI da Corrupção, proposta pela oposição; a mais suave é permitir a votação – e a aprovação – de algum projeto que traga fortes prejuízos ao governo. Dois projetos encabeçam essa lista: a emenda 29 – que aumenta o valor dos repasses orçamentários obrigatórios para a área da saúde – e a PEC 300 – que estabelece um piso nacional para policiais e bombeiros tomando como base o que eles ganham no Distrito Federal.
.
Na realidade, a pretensão deles é criar um grave prejuízo, que mostre a Dilma que ela depende de sua base de sustentação, e não pode manter uma estratégia em que ela se isole das denúncias imolando seus aliados. Por quê? Ora, tanto a emenda 29 (que tem mais chance de ser posta em votação) quanto a PEC 300, se aprovadas, aumentariam imensamente os gastos do governo, num momento em que é preciso cautela com a situação econômica mundial.
.
.
Fonte: congressoemfoco
.
.

Nenhum comentário: