02 junho 2011

O POVO DE NATAL CONTRA O PARTIDO VERDE.*

.
Acabo de chegar em casa, depois de percorrer a pé o trecho entre o Machadão e o shopping Cidade Jardim, ou seja, de Lagoa Nova a Capim Macio, acompanhando a manifestação pró-impeachment da prefeita Micarla de Souza. A próxima manifestação está marcada para o dia 5, em frente a Câmara Municipal de Natal.
.
Ao chegarmos a Capim Macio, no cruzamento das avenidas Roberto Freire e Airton Sena, quase ocorria um incidente, quando policiais militares - não se sabe se obedecendo a ordens da governadora Rosalba Ciarlini ou do secretário da Segurança Pública -, dispararam spray de pimenta contra os manifestantes, que deram o troco a plenos pulmões, gritando o bordão “polícia é pra ladrão, polícia é pra ladrão, polícia é pra ladrão!”, deixando subentendido que eles estavam agredindo pessoas ordeiras que amam Natal. Alguns cartazes denunciavam Rosalba como a governadora das greves. Em todos esses anos - sou obrigado a reconhecer e concordar com os manifestantes - nunca vi um governo começar tão mal.
.
Portando cartazes, faixas, tambores e apitos em defesa da educação, da saúde, da merenda de qualidade, do transporte público, da honestidade e da transparência na política, os jovens - pois a manifestação foi predominantemente de jovens - desceram a lenha no lombo da prefeita e do chefe da Casa Civil da Prefeitura do Natal, o ambientalista genérico e moralista profissional Kalasans Bezerra, que através de mensagens postadas em seu twitter destratou os jovens de Natal, chamando-os de “baderneiros”, e com isto provocou uma onda de indignação e revolta.Alguns cartazes chamavam Kalasans de “mensageiro sem vergonha”, numa alusão às mensagens desairosas e provocativas que ele havia postado em seu twitter, depois apagadas em consequencia de registro feito pelo portal Nominuto.
.
.
Também sobrou para a governadora Rosalba Ciarlini. Para os jovens que ouvi, seu governo teria terminado antes de começar, sendo considerada, por isso, ainda mais incompetente do que Micarla, que conta com dois anos de mandato enquanto a ex-prefeita de Mossoró tem apenas quatro meses no cargo de governadora e já “desagradou geral”, segundo me disse uma estudante do curso de Direito da UFRN.
.
Segundo colegas meus que cobriram o primeiro dessa série de eventos que delatam a insatisfação dos natalenses com a desastrosa gestão do Partido Verde, a manifestação desta noite conseguiu reunir um número de pessoas ainda maior do que se viu na semana passada no cruzamento das avenidas Hermes da Fonseca com Bernardo Vieira, na esquina do Midway, o que mostra que o movimento está crescendo.
.
Reconhecido por alguns jovens, fui convidado a dar entrevistas e a opinar sobre os dois governos, o municipal e o estadual…
.
(*) Por Franklin Jorge - Jornalista (fotos de C. Augusto, do portal NoMinuto.com)

Nenhum comentário: