16 maio 2011

MARINA SILVA PEDE AO MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGAÇÃO CONTRA ELA

.
A ex-candidata à Presidência da República Marina Silva (PV) anunciou no final de semana que vai pedir uma investigação contra ela mesma e seu marido para afastar as denúncias de que foram beneficiados com uma irregular doação de madeira feita pelo Ibama. 
.
Por entender que será inocentada, a esperança de Marina é enterrar o assunto e não desqualificar seu discurso ambientalista no debate do Código Florestal, para o qual defende um texto mais rígido.
.
Marina Silva estava no plenário da Casa na sessão da quarta-feira passada (11), quando criticou o relator do Código Florestal, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), por meio da rede social twitter. “Aldo Rebelo apresentou um novo texto, com novas pegadinhas, minutos antes da votação. Como pode ser votado?!”, escreveu a ex-senadora.

Em resposta, Aldo Rebelo subiu na tribuna da Câmara e acusou o marido de Marina, Flávio Vaz de Lima, de se beneficiar irregularmente de madeira apreendida pelo Ibama. Ele ainda disse que, quando líder do governo Lula, conseguiu impedir que Lima fosse depor na Câmara. À época, Marina era ministra do Meio Ambiente. Um dia depois, Aldo se disse “arrependido” do que dissera a respeito do marido da ex-senadora. 
.
NOTA: Neste caso, salvo melhor juízo, o ilustre deputado Aldo Rebelo cometeu dois excessos: o primeiro quando  PREVARICOU, ou seja, cometeu um crime próprio de funcionário/agente público, e que consiste em retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou em praticá-lo contra expressa disposição legal, para satisfação de interesse ou sentimento próprio ou de terceiros; o segundo chama-se "CAGAR FINO". 
.
Fonte: congresso em foco
.
.

Nenhum comentário: