01 março 2011

O SONHO DOS FRUTICULTORES DO RIO GRANDE DO NORTE.

.
O SONHO DOS FRUTICULTORES DO RIO GRANDE DO NORTE.
(Por Wilson Cabral)*
.
Se a governadora quer ajudar os fruticultores do nosso estado, que mande uma proposta para a Assembléia Legislativa, isentando-os do pagamento do ICMS sobre as tarifas de energia. Ela, com isso, não melhoraria só a situação dos meloeiros, mas de todos os tipos de cultura e, assim, novas culturas poderiam ser implantas. 
.
Com energia sem ICMS, a governadora daria uma demonstração que estava com vontade de ajudar ao setor. Agora, ir falar com um ministro diplomata para ele pedir a OBAMA, que isente taxas sobre importações do governo americano, é conversa de quem quer aparecer na imprensa.
.
Ela faça o que uma autoridade deve fazer; não fique neste jogo de empurra; dê o exemplo, governadora! A senhora não tem a mínima noção do que significa, para os produtores, esta isenção. Tem pequeno produtor que paga, mensalmente, mais de mil reais de imposto; vocês avaliem quanto paga um grande fruticultor.
.
Espera-se que os vereadores de Baraúna levantem esta bandeira, através de uma audiência pública, por exemplo, onde se debateria exaustivamente o assunto.
.
Se a fábrica de Cimento da MIZU, pertencente a um grupo rico e poderoso, pode ser beneficiada com a isenção total de ICMS, porque os pequenos, médios e grandes fruticultores baraunenses não podem ter esse benefício ao menos na tarifa da energia elétrica?
.
* Wilson Cabral é funcionário público e blogueiro.
.
.

Nenhum comentário: