01 março 2011

MORRE ALMIRA CASTILHO.

. 
.......Viúva e parceira de Jackson do Pandeiro morreu no Recife. Adupla fez sucesso no Brasil nos anos 50 e 60.

A cantora e compositora Almira Castilho, viúva e parceira de Jackson do Pandeiro, morreu na madrugada de sexta para o sábado, em sua casa, no bairro da Boa Vista, no Recife. Almira faria 87 anos em setembro. Ela sofria do Mal de Alzheimer, mas, segundo a irmã Maria das Mercês, Almira estava se sentindo bem nos últimos dias. “Ela morreu como passarinho”, diz Mercês.
.
Segundo o cantor Silvério Pessoa (que em 2005, gravou o disco Micróbio do Frevo, com músicas de Jackson), a morte de Almira representa a perda do último elo com a vida de Jackson: “Era o último laço vivo que tínhamos com a vida de Jackson do Pandeiro. Era ela quem guardava sua memória”, lamenta.
.
A última aparição pública de Almira foi em 2009, quando recebeu a homenagem póstuma à Jackson do Pandeiro, feita pela Prefeitura do Recife, que homenageou o ´Rei do Ritmo` naquele Carnaval. 
.
Almira ficou famosa pela parceira com Jackson, que conheceu em 1952, na rádio Jornal do Comércio, onde era rádio-atriz e cantora. Dali em diante foram 12 anos de uma bem sucedida parceria, que rendeu sucessos que ecoam até hoje pelo Brasil, como 1x1, Chiclete com banana, A mulher do Aníbal, Forró em Limoeiro, entre outros. Juntos, eles se apresentaram em inúmeros programas de televisão pelo Brasil.
.
Depois de se separar de Jackson, ela viajou para Europa, onde fez apresentações como dançarina de ritmos latinos. Lá, casou-se outra vez com o alemão Aswin Faber e retornou ao Brasil. Atualmente, mesmo morando em outra casa, Faber cuidava dela e a visitava todo domingo. O enterro aconteceu no domingo (27), às 9h,no cemitério de Casa Amarela.
. 
No Cinema, Almira Castilho participou dos filmes:
.
1.      Minha Sogra É da Polícia (1958)
2.      O Batedor de Carteiras (1958)
3.      Aí Vem a Alegria (1960)
4.      O Viúvo Alegre (1960)
5.      Pequeno por Fora (1960)
6.      Cala a Boca, Etelvina (1960)
7.      Rio à Noite (1962).
8.      Bom Mesmo É Carnaval (1962).
.
Fonte: diariodepermanbuco
.
.

Nenhum comentário: