16 fevereiro 2011

TEATRO POTIGUAR DE LUTO: MORRE A ATRIZ LUDMILA ALBUQUERQUE.

.

Ludmila Albuquerque: RN perde uma estrela

A cultura de teatro de Mossoró ficou mais triste na noite de ontem (15). Faleceu a atriz Ludmila Albuquerque (foto), esposa do também ator Dionísio do Apodi, ambos do grupo teatral. O Pessoal do Tarará  participava do espetáculo "Chuva de Balas no País de Mossoró". 
.
Ludmila recebeu no ano de 2008, o titulo de melhor atriz no festival do Rio de Janeiro, com a peça "A Peleja do Amor no Coração de Severino de Mossoró", do grupo teatral O Pessoal do Tarará. 
.
Segundo informações, Ludmila estava depressiva em face do rompimento de seu relacionamento matrimonial. Ontem (15),a atriz pôs fim a sua própria vida, se enforcando com uma corda. O Fato se deu na sua residência localizada no bairro Boa Vista. A Equipe de peritos do ITEP, foi ao local para remoção do corpo ào instituto para os procedimentos de praxe.

O FATO

.
Ludmila tinha 30 anos, nasceu em Mossoró e morava na Rua Raimundo Galdino nº 100, Bairro Boa Vista. Ela estava separada do seu esposo, o também ator Dionísio de Apodi. Foram casados por quase nove anos.  As informações sobre esse fatídico episódio, é de que Ludmila andava depressiva, provavelmente por conta do rompimento da relação. O comportamento estranho começou há três meses. "Ela andava desanimada. Não era mais a pessoa alegre que conhecíamos", afirmou uma pessoa próxima. Não há informações sobre Ludmila ter deixado algum bilhete, que talvez explicasse as razões desse ato extremo.
.
LUDMILA BRILHOU NO BRASIL
.
Único espetáculo nordestino concorrendo no XV Festival de Teatro do Rio de Janeiro, “A Peleja do Amor no Coração de Severino de Mossoró”, do grupo teatral O Pessoal do Tarará, ganhou  um importante prêmio: justamente ela: o de Melhor Atriz. A atriz Ludmila Albuquerque,  interpretava Roxana, 
 
PRÊMIO - Ludmila Albuquerque vive papel de Roxana em “A Peleja do Amor...”
PRÊMIO - Ludmila Albuquerque
 viveu papel de Roxana em “A Peleja do Amor...”
.
Após ganhar o prêmio ela disse: “Não existe prêmio individual no nosso grupo. Tudo é fruto de muita renúncia, e de um trabalho coletivo árduo. Então o prêmio é do grupo inteiro. Até porque independente de qualquer premiação, com prêmio ou sem prêmio, o nosso trabalho continua com muita seriedade e profissionalismo, como sempre foi”. 
.
.
.

Nenhum comentário: