02 outubro 2006

-SEGUNDO TURNO SERÁ DISPUTADO VOTO-A-VOTO.

Morte súbita no segundo turno.
Terminado o primeiro turno das eleições, o embate continua para a escolha do próximo Presidente da República e alguns Governadores, inclusive no nosso velho e bravio RN. Importante ressaltar, por relevante, que numa disputa acirrada, como foram as eleições para presidente da república e para o governo do RN, é quase certo que estes embates poderão ser definidos a partir de um fato novo ou, se conveniente, nem tão novo assim. É o que podemos cognominar de "morte súbita", espécie de regra esdrúxula até recentemte utilizada no futebol. Por esta fórmula, numa decisão de campeonato em que no tempo normal não houve vencedor, é iniciada a prorrogação da partida, sendo considerada vencedora a equipe que fizer um gol, o que por sua vez põe fim ao jogo. No caso da campanha de presidente, o fato novo fora lançado antes mesmo do encerramento do primeiro turno das eleições. Na campanha para o governo do RN, também.
PRESIDENTE - Lula obteve 48,79%; Alckmin 41,43%; Heloisa Helena 6,85%; Cristóvam 2,67%.
GOVERNADOR - Terminadas as apurações, a Governadora Vilma de Faria chegou aos 49,67%, já Garibaldi 48,60%. O segundo turno já começou. Isso é fato.
SENADO - A ex-prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini, numa disputa acirradíssima, superou seu principal oponente, Fernando Bezerra, com maioria de pouco mais de dez mil votos. Geraldo melo definhou e os nanicos, como esperado, não atingiram mais que um por cento ( 1%)
FEDERAIS - Os deputados federais do RN eleitos são os seguintes:
Fábio Faria – 195. 148 votos
João Maia – 193.296
Henrique Alves – 156.581
Rogério Marinho – 130.063
Felipe Maia – 124.382
Fátima Bezerra – 116.243
Nélio Dias – 93.245
Sandra Rosado – 69.277
ESTADUAIS - Já os deputados estaduais que formarão a nova Assembléia Legislativa a partir de 2007:
Robinson Faria – 70.782 nvotos
Walter Alves – 55.296
Márcia Maia – 53.349
Gesane Marinho – 46.221
Leonardo Nogueira – 45.975
Gilson Moura – 45.364
Micarla de Sousa – 43.936
Nelter Queiroz – 42.042
Antônio Jácome – 40.774
Gustavo Carvalho – 40.632
Álvaro Dias – 40.040
Ricardo Motta – 36.998
Ezequiel Ferreira – 36.784
Lavoisier Maia – 36.278
Larissa Rosado – 34.073
Raimundo Fernandes – 33.903
Wober Júnior – 33.007
José Adécio – 32.122
Luiz Almir – 31.064
Poti Júnior – 30.678
José Dias – 29.973
Getúlio Rego – 29.298
Fernando Mineiro – 22.433
Arlindo Dantas – 20.074
PALANQUE - Dos 24 deputados estaduais eleitos, por enquanto 13 estão fechados com a governadora Vilma de Faria: Robinson, Márcia, Jácome, Gustavo Carvalho, Ezequiel, Lavô, Larissa, Raimundo Fernandes, Wober, Mineiro, Arlindo, Gilson, Micarla e Luiz Almir.
PALANQUE II - Nelter, José Adécio, Walter Alves, Leonardo Nogueira, Poti, José Dias, Getúlio Rêgo, Gesane e Álvaro Dias, ainda estão com o velho Garibaldi Alves
OS SEM MANDATO - Estarão sem mandato na próxima legislatura, a paritir de primeiro de janeiro: Elias Fernandes (PMDB), Francisco José (PMN), Nelson Freire (PSB), Ruth Ciarlini (PFL) e Vivaldo Costa (PL).
REGISTRO - Ao Augusto Pinheiro, um grande empreendedor desta cidade, agradeço por ser um assíduo visitante deste Blog.
REPERCUSSÃO - A jornalista Bernadete Cavalcante, que semanalmente colabora com este Blog, está sendo bastante elogiada pelo nível dos seus artigos. Para mim, novidade alguma, uma vez que a Bernadete além de ser uma pessoa maravilhosa é uma profissional altamente competente.
RECADO - De um assíduo observador deste Blog (que solicita anonimato), recebi uma mensagem/recado para a governadora. Eis o seu conteúdo:
"Acho que o Governo dela precisaria olhar mais para Mossoró; ela precisa dar condições para que empresas venham se instalar na nossa cidade. Observo muito o Ceará. Tasso conseguiu implantar um novo modelo de governar. Quando uma empresa vinha para se instalar em Fortaleza ele não dava nenhum incentivo para que ela se instalasse na capital. Agora quanto mais ela se afastasse da capital, mais incentivo ele concedia. Podemos ver muitas empresas instaladas em Jaguaruana, Aracati, Juazeiro do Norte, com incentivo do governo estadual. Dessa maneira as pessoas não precisam sair para a capital em busca de empregos. Aqui no RN é bastante diferente, todos que pretende instalar uma fábrica, sempre acabam levando para Natal ou na grande Natal. Chega! Mossoró precisa de incentivo; precisa que realmente seja implantado o seu Distrito Industrial. Chega de esmolas. Ganhe quem ganhar, Mossoró quer emprego.
(Favor não divulgar o meu nome)
Um abraço,
MMMMMM MMMMM MM MMMMM

Nenhum comentário: